domingo, 15 de janeiro de 2017

Acervo de Afetos: exposição voltada para crianças é inédita no Estado


A Galeria Homero Massena abre as comemorações dos 40 anos com uma nova abordagem em seu acervo. Pela primeira vez no Estado, o espaço faz uma curadoria pensada na primeira infância, que pretende levar as crianças e seus familiares para o museu, como uma forma de mostrar que a arte deve fazer parte do cotidiano. É a exposição “Acervo de afetos”, que começa no dia 1º de fevereiro, às 19h. A entrada é franca.
De acordo com a coordenadora de Artes Visuais da Galeria Homero Massena, kyria  Oliveira, a exposição traz um novo olhar para o acervo e enfatiza o aprendizado por meio da experiência, empregando a arte como uma ferramenta para estimular a imaginação das crianças com ações educativas. “Pensar em uma exposição cujo público seja criança é voltar para nós mesmos, para um tempo passado que constitui quem somos hoje. Permitir o acesso à arte é uma ação colaborativa na construção de uma educação que inspira habilidades criativas e analíticas para a aprendizagem ao longo da vida”, destaca.
A exposição ‘Acervo de Afetos’ vai buscar na arte naif as representações mais ingênuas para compor seu repertório e construir um primeiro diálogo com a criança por meio dos desenhos, cores e formas. “A arte naif como mote da exposição foi uma escolha natural, uma vez que as obras dos artistas, chamados de primitivistas, ingênuos ou instintivos, se identificam instantaneamente, ou intuitivamente, com a infância. Entre os traços e cores dos artistas Elpídio Malaquias Da Silva, Luiz Natal, Ângela Gomes, Nice e Rômulo Cardozo, somos convidados a imergir em um mundo encantado que nos permite sonhar”, enfatiza Kyria.

Conheça os artistas:
Elpídio Malaquias Da Silva
(Natural de Cariacica, ES – 1919-1999)
Pintor autodidata, se auto intitulava “o inventor da arte” ou “o rei do pavãozinho”, como gostava de ser reconhecido. Desenhava e pintava aves e outros bichos, santos e flores. No período de 1977 a 1983 realizou exposições individuais na Galeria Homero Massena e na Galeria de Arte e Pesquisa da UFES. Participou de várias coletivas, destacando-se na exposição itinerante da Galeria Homero Massena, que percorreu várias cidades do Espírito Santo.
Rômulo Cardozo
(Natural de Cachoeiro de Itapemirim, ES – 1948), pintor, ceramista, decorador.
Em 1970 concluiu a Habilitação em Técnicas Agrícolas, na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, na cidade de Belo Horizonte. Em 1979/1980 fez curso de Pesquisa Ornamental no Centro de Artes da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Fez também o curso de Técnicas Pictóricas, com Fernando Baril, na UFES. Concluiu a Licenciatura em Educação Artística e Habilitação em Artes Plásticas no Centro de Artes da UFES, no ano de 1982. No mesmo ano, fez outro curso pela Universidade de aperfeiçoamento em Pintura e, em 1983, participou do curso de Desenho-Arte e Educação também pela UFES com Augusto Rodrigues. Participou da Primeira Semana de Arte promovida pela UFES (1983) como ministrante do curso Materiais e Técnicas de Utilização. Em 1989, (Salvador, BA) ministrou curso de extensão de Materiais e Técnicas de Utilização e Papel Machê na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia.
De temática Naif, Cardozo participou de várias coletivas e salões de arte. Premiado na Bienal Brasileira de Arte Naif em 1996, suas obras constam em acervos nacionais e internacionais.
Ângela Gomes
(Natural de Cachoeiro de Itapemirim, ES – 1953)
Ângela Gomes é referência na arte naif do Espírito Santo. Influenciada pela arte de Celina Rodrigues e Raquel Galena. Participou da exposição Coletiva, no Centro de Artes da Barra do Jucu, Vila Velha, em 1978; e na Galeria Homero Massena, Vitória, em 1980 e 1986. Em 1983, começou a desenvolver um trabalho com os portadores de distúrbios mentais internados na instituição Adolfo, que resultou na exposição Arte do Inconsciente. A artista retornou à pintura somente em 1986.  Já expôs em espaços como o Salão de Arte da cidade de Porto, em Portugal; o Museu de Arte Contemporânea de Campinas; o Museu Internacional de Arte Naif, no Rio de Janeiro; o Palácio Anchieta – ES; e ainda “IX Festival de Arte Naïf no Mundo”, na Polônia.

Luiz Natal
(Natural de Linhares, ES – 1953), reside atualmente no Distrito de Regência, no mesmo município.
Iniciou seus trabalhos na década de 1970, em Linhares, tendo os primeiros contatos com a pintura pela Artista Nice Nascimento. Participou de exposições coletivas em vários municípios do Espírito Santo, além de Maranhão (1º Salão Maranhense), Rio Grande do Sul (Casa da Cultura de Bagé – 1988), São Paulo (Bienal de Arte Naif em Piracicaba 1990, 92, 94 e 98). Em Vitória, teve seus trabalhos em mostras na galeria Homero Massena (1986 e 2001), na Galeria Levino Fanzeres (1987) e na Biblioteca Central da UFES.
Autodidata, Natal tem como temática o universo da cultura popular e cenas do cotidiano, com utilização de um colorido vigoroso e grande sensibilidade. Independente da temática, o mundo visto pelo artista traz sempre um compromisso com a ingenuidade do olhar de uma criança, sem deixar de lado uma visão crítica e até mesmo política do comportamento humano.“Trabalho com o que me vem à cabeça, independente da hora. Retrato a folia de reis, o congo, o mar, peixes, navios, tem até um pouco de religião”, destaca.

Nice (Nice Nascimento)
Natural de Vitória, ES – 1938-1999).
Pintora nascida no bairro Caratoíra, de origem humilde - mãe lavadeira e pai verdureiro -  iniciou seus estudos na Escola Alberto de Almeida, no mesmo bairro, onde morou até os nove anos. Em 1947, migrou com a família para São Paulo por um período de 10 anos. Nos anos 60, retornou a Vitória, onde trabalhou na Santa Casa de Misericórdia. Teve uma pequena quitanda, mas sonhava em ser cantora de rádio. Participou de programa de calouros, conseguindo posteriormente ter um contrato profissional como Cantora.
Em 1967 iniciou seus trabalhos em pintura, incentivada por um grupo de amigos, executando seus trabalhos nos momentos de folga. Sua temática na época foram fachadas, casarios, brincadeiras infantis e cenas do universo ao redor. Sua primeira exposição ocorreu em 1969, no Museu de Arte Moderna do Espírito Santo.
Com a mudança para Linhares, Nice se apropriou de sua temática mais conhecida – o cacau, seu cultivo e beneficiamento, tudo testemunhado pela artista na fazenda de propriedade da família, a Fazenda do Ouro.
Participou de exposições importantes no Espírito Santo e em outros Estados (Bahia, São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Pará, Piauí) e também em Massachussets e Los Angeles, nos Estados Unidos; na cidade de Riviera, no Uruguai; no Setagawa Art Museum, em Tóquio, Japão; e Taipei Fine Arts Gallery, em Taipei, Taiwan.
As obras de Nice, além de fazerem parte do acervo da Galeria Homero Massena, estão também no Museu Nacional de belas Artes, Rio de Janeiro.

Serviço
Exposição: Acervo de afetos
Abertura: 01/02/2017
Horário: 19h
De 02 de fevereiro a 15 de abril de 2017
Segunda a sexta: 09 às 18 horas
Sábado: 13 às 18 horas.
Local: Galeria Homero Massena / Rua Pedro Palácios, 99 - Cidade Alta, Vitória.
Telefone: 3132.8395
Entrada franca.

Fonte: http://www.secult.es.gov.br/noticias/22799/acervo-de-afetos-exposicao-voltada-para-criancas-e-inedita-no-estado.html


terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Vitória estuda implantação de ônibus de dois andares para city tour

Uma empresa interessada em operar o serviço na capital e também na Grande Vitória reuniu-se com o prefeito Luciano Rezende

Vitória poderá contar com o serviço de city tour realizado por aqueles famosos ônibus de dois andares. Os veículos possuem a parte superior aberta para melhor visualização das paisagens por parte dos turistas e são famosos em muitas cidades do mundo.
Uma empresa interessada em operar o serviço na capital e também na Grande Vitória reuniu-se, na tarde desta última segunda-feira (9), com o prefeito Luciano Rezende
Uma empresa interessada em operar o serviço na capital e também na Grande Vitória reuniu-se, na tarde desta última segunda-feira (9), com o prefeito Luciano Rezende
Foto:Divulgação











Uma empresa interessada em operar o serviço na capital e também na Grande Vitória reuniu-se, na tarde desta segunda-feira (9), com o prefeito Luciano Rezende para apresentar a proposta, que vai ajudar a incrementar o turismo em toda a região.
O prefeito ficou entusiasmado com a ideia. "Essa é uma iniciativa que já existe em várias capitais importantes do mundo com beleza turística, que é o caso de Vitória. Aproveitando o grande esforço de integração das gestões metropolitanas, eu já falei com o prefeito Max Filho, de Vila Velha, que gostou muito da ideia, também o Audifax, da Serra, o Juninho, de Cariacica, além de Guarapari, Viana, Fundão. Todas essas cidades têm pontos turísticos, e nós podemos tentar fazer roteiros que possam envolvê-las", disse Luciano Rezende.
Ele completou: "A vista do Convento da Penha e da baía de Vitória, que são uma das cenas mais lindas do mundo, vai fazer um sucesso total entre os turistas e também entre os moradores do Espírito Santo, que poderão utilizar esse tipo de veículo para observação".
A proposta, inclusive, será levada por Luciano para os demais prefeitos na reunião que ocorrerá nesta quarta-feira (11), quando eles vão discutir assuntos que envolvem os municípios da Região Metropolitana.
O secretário municipal de Turismo, Trabalho e Renda Leonardo Krohling enfatizou, ainda, a importância do serviço de city tour também ocorrer em outras cidades da Região Metropolitana. "A gente tem total interesse para que a Região Metropolitana esteja incluída também porque Vitória é uma cidade indutora do turismo. Nada melhor do que englobar Vila Velha, Serra, Cariacica para que tenhamos todos os atrativos turísticos visitados pelo moradores e visitantes por meio do ônibus", destacou.


Fonte: http://novo.gazetaonline.com.br/noticias/cidades/2017/01/vitoria-estuda-implantacao-de-onibus-de-dois-andares-para-city-tour-1014012739.html

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Ônibus de Vitória são equipados com Wi-Fi grátis em fase de teste

Vinte ônibus já estão operando com Wi-Fi; intenção é que toda a frota tenha.
Segundo a prefeitura, não haverá custos.

Kaique Dias
Da CBN Vitória
Ônibus com wi fi receberam um selo especial (Foto: Kaique Dias/CBN Vitória)Ônibus com wi fi receberam um selo especial (Foto: Kaique Dias/CBN Vitória)









Cerca de 20 ônibus do sistema municipal de Vitória estão sendo equipados com internet Wi-Fi. Por meio de patrocínios, a rede não vai gerar custos para os órgãos públicos e empresas responsáveis pelo sistema, segundo a prefeitura.
A ideia elaborada por uma empresa de tecnologia está sendo testada desde o início desta semana e há pretensão de colocar a rede em todas as 56 linhas da capital, além dos coletivos do sistema Transcol, que atendem a região Metropolitana de Vitória.
Chamado Neobox, o sistema de internet funciona como um roteador Wi-Fi de longo alcance, permitindo a conexão de até 50 pessoas ao mesmo tempo. A rede capta internet via 3G ou 4G e a velocidade de download deverá ser no mínimo de 256 kbps por pessoa, mas depende da demanda.

O aparelho possui ainda sistema GPS, que oferece a localização exata do coletivo. O roteador já foi homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Segundo o diretor e sócio da empresa, Naor Alves, o custo será bancado por meio de patrocínios de empresas, que terão divulgação de produtos no momento em que o usuário fizer o cadastro na rede, por meio de banners e vídeos promocionais.

“Vem da divulgação de mídia digital, através do Wi-Fi. Quem vai custear são empresas que desejam vincular a marca através do serviço. As prefeituras e empresas não vão gastar nada com isso”, acrescentou.
Naor explica ainda que a rede deve continuar em fase de testes por até dois meses. Depois, poderá ser ampliado para toda a frota, que na capital é de aproximadamente 220 veículos de 56 linhas.
Prefeitura
A Secretaria Municipal de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana (Setran) de Vitória disse que, como o sistema não deve gerar custos, tem pretensão de que seja ampliado para toda a frota municipal após os testes.

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) foi procurado para comentar sobre a possibilidade de adesão no sistema Transcol e disse apenas que não está em estudo sobre este assunto no momento.
Saiba quais linhas já tem Wi-Fi
- 184 - Jardim da Penha / Rodoviária (Via Avenida Maruípe) - 2 veículos
- 211 - Santo André / Jardim Camburi (Via Beira Mar) - 5 veículos
- 290 - Estrelinha / Jardim Camburi (Via Beira Mar) - 2 veículos
- 310 - Santo André / Jardim Camburi (Via Jardim da Penha) - 2 veículos

Linhas que ainda vão receber o sistema
- 110 - Estrelinha / Jardim Camburi (Via Reta da Penha) - 2 veículos
- 121 - Mário Cypreste / Jardim Camburi (Via Reta da Penha) - 5 veículos
- 164 - Mário Cypreste / Jardim Camburi (Via Avenida Marechal Campos) - 2 veículos


Fonte: http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2017/01/onibus-de-vitoria-sao-equipados-com-wi-fi-gratis-em-fase-de-teste.html


Arena Verão dá pontapé inicial com futebol de areia feminino e zumba



Yuri Barichivich
Aula de zumba na Arena Vitória Verão
Aulão de zumba vai marcar a abertura da Arena Vitória Verão
A Arena Vitória Verão 2017 vai levar muita diversão e uma vasta programação para a galera na praia de Camburi, desta sexta (6) até o próximo dia 21. Para marcar a abertura oficial, haverá um aulão de zumba, às 19 horas. Depois, a bola vai rolar para a Copa Vitória de Beach Soccer Feminino, com a partida entre TSNE x São Pedro. Vilavelhense e Vila Nova são as outras equipes participantes. A final será disputada no dia 20 de janeiro.
A zumba, que promete colocar o público para dançar e mexer os músculos, será comandada pela professora Marina. Além da zumba, o espaço contará com aulas de aeróbica, competições e outras atrações.
"Buscamos oferecer, além de uma atividade física, diversão e perda de calorias para as pessoas. Queremos que elas conheçam outros ritmos das músicas latinoamericanas, como salsa e merengue, além, é claro, de aproveitar as músicas brasileiras, como funk, axé e samba. Por ser uma atividade na areia e ter mais impacto, iremos oferecer aulas de 40 a 45 minutos".
O Campeonato Municipal de Beach Soccer também irá agitar a arena. A bola vai rolar na próxima terça-feira (10), com a participação de 12 equipes: Atlanta/Pega na Reta, Roma/Geração Esporte, Fit Soccer, Santa Lúcia Beach Soccer, Esporting Club MSD, Jesus de Narareth, Craques da Praia, Craques da Praia B, Juventude, Bavi, Meninos da Ilha RBBS e Santuba.
Todas as atividades têm entrada franca. A realização é da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semesp).
Programação
Arena Verão 2017
Abertura: sexta-feira (6), com aulão de zumba, às 19 horas; Copa Vitória de Beach Soccer Feminino, às 20 horas, com TSNE x São Pedro
Entre os dias 7 e 20 de janeiro: circuito funcional, às 8 e às 18 horas
Entre os dias 6 e 10 de janeiro: aulão de zumba, às 19 horas
De 10 a 20 de janeiro: Campeonato Municipal de Beach Soccer, das 19 às 22 horas
14 de janeiro: programação esportiva e gincanas (parceria com a TV Gazeta), das 8 às 13 horas
21 de janeiro: Funk gol (campeonato de beach soccer com funkeiros)

Informações à imprensa:

Lívia Albernaz (livia@vitoria.es.gov.br) | Tel(s).: 3382-6129 / 9-8889-6134
Com edição de Matheus Thebaldi

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/noticia/arena-vitoria-verao-da-pontape-inicial-nesta-sexta-com-zumba-21946


Começam as festividades de São Benedito e São Sebastião em Conceição da Barra


Conceição da Barra, Itaúnas e Barreiras se preparam para receber uma grande festa a partir da próxima sexta-feira (30), com o início das comemorações do tradicional festejo de ‘São Benedito e São Sebastião’. O evento segue até o dia 22 de janeiro de 2017 e terá a participação de diversos grupos folclóricos, como Ticumbi de São Benedito, Jongo de Barreiras, Reis de Bois Mestre Nilo e Ticumbi do Bongado, entre outros. A expectativa é receber cerca de 5 mil pessoas entre moradores e turistas.
A programação (confira abaixo) começa na sexta com o ensaio geral do grupo Ticumbi de São Benedito em Porto Grande, Conceição da Barra. No dia seguinte (sábado), a partir das 10 horas, o grupo chega até o Cais da Barra. No Domingo (1º), acontece a tradicional missa a São Benedito, na Igreja.
Durante os festejos, os municípios são enfeitados com flores e as fitas coloridas do Ticumbi e moradores e turistas são embalados pelo som de pandeiros e tambores. Além do caráter religioso, o evento, que acontece há mais de 300 anos, promove o reencontro da própria comunidade. A realização é da Associação de Folclore de Conceição da Barra com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).
Ticumbi
O Ticumbi é um grupo folclórico de Conceição da Barra, integrado somente pelos negros da região. É uma manifestação única no País, pois o Ticumbi só é encontrado no município capixaba. São negros devotos de São Benedito, que louvam o santo na passagem de ano.
Programação:
Conceição da Barra – Sede
De 30 de dezembro de 2016 a 1º de janeiro de 2017
30/12 Sexta-feira
19h: Ensaio geral do Ticumbi de São Benedito (Mestre Terto) no Porto Grande
31/12 Sábado
10h: Chegada do Ticumbi de São Benedito no Cais da Barra
01/01 Domingo
09h: Missa a São Benedito na igreja – Cais da Barra
10h30: Apresentação do Ticumbi de São Benedito

Itaúnas
De 11 a 22 de janeiro de 2017
De 11 a 19/01
19h: Novena a São Sebastião na Igreja da praça
19/01 Quinta-feira
22h: Ensaio Geral do Ticumbi de Itaúnas no Sítio Rives
20/01 Sexta-feira
08h: Chegada do Ticumbi de Itaúnas na Ponte
16h30: Fincada do mastro de São Sebastião
17h: Procissão de São Sebastião
19h: Missa a São Sebastião na Igreja da Praça
20h: Ensaio geral do Ticumbi de Bongado no Sítio Areia Branca
20h30: Reis de Boi do Mestre Antônio Conceição
21h: Jongo de Sant’Ana
21h30: Reis de Bois do Mestre Neném
21/01 Sábado
08h: Chegada do Ticumbi de Bongado na Ponte
10h: Missa a São Benedito na Capela
11h30: Ticumbi de Itaúnas na Capela
12h30: Grupos de jongo na Capela
18h: Procissão a São Benedito
19h: Grupos Mirins
20h: Jongo de Itaúnas
20h30: Reis de Boi do Mestre Nilo
21h: Jongo de São Bartolomeu
22h: Jongo de São Cosme e Damião
23h: Alardo de São Sebastião
22/01  Domingo
08h: Missa na Igreja de São Sebastião
9h30: Alardo de São Sebastião
10h30 Ticumbi de Bongado
11h30: Ticumbi de São Benedito
12h30: Jongo das Barreiras
19h30: Roda de Capoeira Itaúnas

Barreiras
De 13 a 15 de janeiro de 2017
13/01 Sexta-feira
19h: Abertura da festa com grupos folclóricos
14/01 Sábado
Reis de Bois do mestre Neném
Jongo de Sant’Ana
Forró
15/01 Domingo
10h: Santa Missa
11h30: Ticumbi de São Benedito
12h30: Grupos folclóricos convidados





A Absurda Comédia De Duas Vidas abre temporada 2017 de espetáculos no Teatro Carlos Gomes

Entre a linguagem do absurdo e da comédia farsesca, ou seja, repleta de imperdíveis tendências cômicas, o espetáculo “A Absurda Comédia De Duas Vidas”, do Grupo Teatral capixaba Gota, Pó e Poeira, inicia em alto estilo a temporada 2017 de espetáculos do Teatro Carlos Gomes, no Centro de Vitória. A peça será apresentada nos dias 13 (sexta) e 14 (sábado) de janeiro, às 20 horas.  O espetáculo foi aprovado via Instrução Normativa 001/2016.
Em uma linguagem irônica, a história gira em torno do cotidiano de duas senhoras, supostamente distintas e falidas, Mirtes e Ester, que vivem num mundo à parte. Com situações surreais, as personagens, que são interpretadas pelos atores Edmar da Silva e Ronilson Pires, conseguem conquistar o público em uma história aparentemente engraçada, mas que ao longo do texto reserva notáveis surpresas: a vida dessas duas mulheres é marcada por tragédias, como as mortes das outras cinco irmãs e ainda da mãe, todas de forma misteriosa.
O Grupo Gota, Pó e Poeira, que comemora 33 anos de formação em 2017, já apresentou “A Absurda Comédia De Duas Vidas” em diversos festivais consagrados de teatro pelo Brasil, como o Festival de Curitiba e o Festival de Guaçuí, ambos em 2016. A direção é de Carlos Ola, que também é o autor do texto.
Serviço:
“A Absurda Comédia De Duas Vidas”- Grupo Gota, Pó e Poeira
Datas: 13/01 (sexta) e 14/01 (sábado)
Horário: 20h
Classificação: 12 anos
Comédia
Duração: 55 minutos
Ingressos: R$ 20,00  Inteira | R$ 10,00 meia
Local: Teatro Carlos Gomes
Endereço: Praça Costa Pereira, s/nº, Centro, Vitória.
Telefone: 3132.8396




Banda Rajar festeja dez anos de carreira com gravação de DVD


Para comemorar a sua primeira década, a banda Rajar vai gravar o seu primeiro DVD no Teatro Carlos Gomes, na sexta-feira (20), às 20 horas. Entre os convidados especiais, estão as cantoras Dona Fran e Emmily Barreto (Far From Alaska), ex-integrantes da banda (Thiago Martins, Bruney Seares, Bruno Castro e Guilherme Cysne) e o cantor Sidney Magal. O show foi aprovado via Instrução Normativa 001/2016 do teatro.
Além dos quatro integrantes da banda, foram incorporados ao show, mais um guitarrista, Bernardo John, além da tecladista Thaysa Pizzolato e os Backing Vocals, PH Dias e Tais Valle.
A banda já possui três discos (Narcisista, de 2006, Boa Viagem, de 2009, e Olha o Sol, de 2011) e uma carreira consolidada nacionalmente. Já participaram de turnês com artistas internacionais, como Eagle Eye Cherry Roxette e Demi Lovato, além da participação em grandes festivais pelo país.
De acordo com o vocalista, Ronaldo Rajar, na apresentação eles vão reunir canções de todos os álbuns da banda. “É um verdadeiro painel de toda  trajetória de muito esforço na cena do rock independente no país. Esse projeto é fruto de muito trabalho, dedicação, colaboração e, acima de tudo, amor à música e a esse público lindo que vem curtindo nosso som durante todos esses anos. Contamos com a participação de todos”, enfatiza.
Serviço:
Gravação do DVD de comemoração dos 10 Anos Banda Rajar
Valor: R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia)
Horário: 20 horas
Data: sexta-feira (20)
Local: Teatro Carlos Gomes. Endereço: Praça Costa Pereira, s/nº, Centro, Vitória.
Classificação: 16 Anos
Duração: 120 Min




terça-feira, 22 de novembro de 2016

É de graça! Confira as regras para visitar o Farol de Santa Luzia em Vila Velha



As intervenções e adequações foram feitas com recursos originários de convênio entre a Prefeitura de Vila Velha e o Governo do Estado, no valor de R$148.188.87


Visitantes podem visitar gratuitamente o espaço histórico reformado em Vila Velha
Foto: Divulgação/Prefeitura
Depois de mais de 10 anos fechado para visitação, o Farol Santa Luzia foi reaberto e os capixabas formaram filas para visitação. Um dos pontos turísticos mais bonitos do Espírito Santo, o Farol está localizado na Praia da Costa, em Vila Velha. O espaço reabriu após as intervenções e adequações que foram feitas pela Prefeitura de Vila Velha e o Governo do Estado.
A visitação poderá ser feita de terça a domingo, das 9h às 16h30 e grupos de até 25 pessoas de cada vez poderão permanecer no espaço por 20 minutos. A entrada é gratuita. O espaço está todo remodelado para receber os moradores e turistas. Um deque com leme que simula uma embarcação e a exposição permanente de vários tipos de nós de Marinha são as grandes novidades da reestruturação, que também contemplou a pintura do farol. Além disto foram realizadas obras de acessibilidade e segurança no local.
O Farol Santa Luzia foi erguido em 1870 e inaugurado em 1871. Tem 17 metros de altura e alcance de 32 milhas marítimas. É iluminado por lâmpadas 300 watts e quatro focos servindo de orientação para navegação direcionada aos portos de Vitória, Vila Velha e Tubarão. Em julho do ano passado foi assinado o Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Vila Velha e a Capitania dos Portos, que permitiram as intervenções necessárias para visitação. As obras, na ordem de R$148.188.87, foram executadas pela empresa BC Engenharia e Arquitetura Eirelli, vencedora da licitação.
Confira as regras de visitação:
1.     A visita poderá ser feita por grupos de no máximo 25 pessoas, podendo permanecer no local durante 20 minutos;
2.     Escolas e grupos maiores de 25 pessoas devem agendar previamente a visita.
3.     Está impedido acesso ao local de pessoas em traje de banho, sem camisa e/ou vestindo roupa inadequada a uma organização militar;
4.     Menores de idade devem estar sempre de mão dada com um adulto;
5.     A visita se limita ao espaço demarcado garantindo a segurança.
6.     Não é permitida a entrada no Farol.

Fonte: http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2016/11/e-de-graca-confira-as-regras-para-visitar-o-farol-de-santa-luzia-em-vila-velha.html

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Agora ficou mais fácil sair de casa em Vitória - UBER começa hoje


Veja quais serão os valores do aplicativo Uber em Vitória


A capital do Espírito Santo é a 19ª cidade a receber a Uber e a primeira do Brasil a ter regulamentado o serviço antes mesmo da chegada da empresa


Depois de uma longa novela, enfim, o serviço de transporte particular da empresa Uber chegará à Vitória nesta terça-feira (13). A previsão é de que o serviço esteja disponível a partir das 14 horas.
A Uber é conhecida por oferecer um preço mais barato pelo transporte. O cliente solicita o serviço pelo aplicativo da empresa, que pode ser baixado gratuitamente pela loja da Apple ou do Google.
De início, a empresa disponibilizará apenas o Uber X, modalidade mais barata da Uber, que usa carros de ano a partir de 2008, com quatro portas e ar condicionado. O preço, pago com cartão de crédito, é calculado da seguinte forma: o cliente paga R$ 2 pela chamada, mais R$ 1,12 por quilômetro e R$0,20 por minuto.
O próprio aplicativo faz uma estimativa de preço quando o cliente coloca o ponto de início e destino da corrida.
"A missão da Uber é oferecer um transporte acessível e confiável para o maior número de pessoas possíveis. Uber X é um desses produtos mais acessíveis", comenta o diretor de comunicação Fábio Sabba.
A capital do Espírito Santo é a 19ª cidade a receber a Uber e a primeira do Brasil a ter regulamentado o serviço antes mesmo da chegada da empresa. Segundo o diretor de comunicação da empresa, a Uber encontrou um ambiente de inovação na cidade, fator determinante para a vinda do serviço.
"É a primeira cidade que já tem uma regulação positiva do serviço. Ou seja, a Uber ficou vendo o debate que estava acontecendo desde o ano passado. A partir disso que a gente resolveu pensar em lançar aqui em Vitória. Exatamente pelo ambiente de inovação que a gente encontrou aqui na cidade", declarou Sabba.
Em entrevista concedida ao Gazeta Online, o diretor explica como funciona o serviço e o cálculo do valor da corrida.

Fonte: http://www.gazetaonline.com.br/_conteudo/2016/09/noticias/cidades/3975426-veja-quais-serao-os-valores-do-aplicativo-uber-em-vitoria.html

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Como utilizar "Bike Vitória"? Eu testei!!!


Domingo de manhã testando a bike Vitória

Se você ver por aí uma aglomeração de pessoas com celular nas mãos, próximo de uma estação do projeto bike Vitória, saiba que eles não são caçadores de pokemon, são caçadores de uma bicicleta disponível, verdadeiros guerreiros!!!!

Quando vi a propaganda desse serviço, achei que o objetivo era oferecer as pessoas a opção de usar as bikes com facilidade, como meio de transporte, substituindo por exemplo o uso de carros e coletivos. Por exemplo você esta na rua o ônibus demora, vai lá e pega a bicicletinha... Mas, infelizmente não é simples assim, não basta ir até as bikes, inserir umas moedas, ou o cartão do ônibus, ou o seu cartão bancário e sair pedalando não, não, não!!!! Bem vindo ao mundo da burocracia!!!

Infelizmente primeiro você se surpreenderá com o valor, enquanto a passagem de ônibus custa R$2,70, o passe minimo corresponde a uma diária no valor de 5,40. Para utilizar o sistema via cartão de ônibus é necessário fazer um cadastro no SETPES. Aff... sem comentários!!!

Eu precisava saber qual a validade dos passes, também não encontrei essa informação no site, enviei e-mail, chega a resposta rápido: 24 horas. Fala sério... então eu tenho que me programar com antecedência para usar essas bikes, já que se eu adquirir o saldo de diária com antecedência eu só posso utiliza-lo até as próximas 24h. Acho que é uma maneira de forçar o usuário a comprar o plano mensal ou anual! 

Fui pesquisar sobre o funcionamento do sistema, descobri pela tv e no site do projeto que:


De segunda a sábado:
- VIAGENS DE ATÉ 60 MINUTOS NÃO SAO TARIFADAS, desde que sejam realizadas com intervalo de pelo menos 15 minutos entre elas; 

Aos domingos e feriados municipais, estaduais e federais:
- VIAGENS DE ATÉ 90 MINUTOS NÃO SÃO TARIFADAS, desde que sejam realizadas com intervalo de pelo menos 15 minutos entre elas;


Aí pensei, ótimo... vou usar por pouco tempo, não vou precisar fazer o cadastro burocrático... e não vou ter custos. Porém você só usufrui do serviço gratuitamente se tiver cadastro e saldo. Ou seja acaba não sendo gratuito, pois obrigatoriamente você precisa adquirir o valor mínimo de R$ 5,40  e esta opção miníma tem prazo de validade de 24h apenas. 


Lembrando que não tem posto dessas bikes em todas as avenidas, se você exceder os 60 min. sem trocar de bike é cobrada a diária. Um grande problema é a pequena quantidade de estações e bicicletas, que não atende a uma cidade populosa como Vitória, isso faz com que seja bem difícil encontrar uma bike disponível! E não existe 1 minutinho de tolerância para devolução da bike, passei 30 segundos do tempo e meses depois apareceu uma cobrança no meu cartão de crédito de R$10,80 em nome de "bike Recife", levei um susto, achando que meu cartão havia sido clonado, fui investigar descobri que a sede da Empresa fica em Recife e que o procedimento da Empresa é esse mesmo: eles não te avisam que você ultrapassou o tempo, você simplesmente se depara com essa cobrança meses depois na sua fatura! Revoltante né?

Sobre o cadastro...não é muito simples, nem rápido, nem tão acessível, digo isso porque você precisa possuir:

PARA SE CADASTRAR:
Acesso a internet http://www.bikevitoria.com/ ou via aplicativo de mesmo nome;
Cartão de crédito;
Telefone fixo (pré-requisito no cadastro);
Pagar pelo serviço diário, mensal ou anual. 




PARA UTILIZAR O SERVIÇO:
Cadastro no sistema "bike vitória"
Via aplicativo do celular: sistema androide, (meu namorado tentou IOS não conseguiu);
Via ligação de celular: crédito no telefone (pois a ligação é tarifada);
Telefone carregado, se não você fica na mão;
Muita paciência!!!!


Complicado para a população de baixa renda que não possui celular de modelo android, acesso a internet, telefone fixo e cartão de credito.

O site fornece apenas informações básicas e não é muito explicativo. Até para ler as informações básicas do site, você precisa também se cadastrar. Para fazer o cadastro você precisa possuir um número de telefone fixo, pois sem número de telefone fixo o sistema não gera seu cadastro. Eles nem consideram que em pleno séc. XXI as pessoas não tem mais fixo em casa, somente celular.

O aplicativo também não é fácil de utiliza-lo, a interface não é explicativa, um idoso por exemplo que não tem muita afinidade com a tecnologia, dificilmente conseguirá usar. Presenciei muitas pessoas com dificuldades em utilizar o aplicativo, elas possuíam credito, mas não sabiam como utilizar. Outras se aproximavam pedindo informações de utilização.

Enfim.. fazendo o cadastro você recebe um código via celular, digita esse código no cadastro, recebe um link por e-mail para clicar e validar o cadastro. Com o cadastro concluído, aparece o desenho de um celular na tela do seu computador, clico em adquirir passe. Quero saber se com um único cadastro posso pegar mais de uma bicicleta, não encontro essa informação. Envio e-mail, respondem rápido, ponto positivo... Me responderam que posso sim pegar duas bikes, desde que eu tenha o valor de dois passes no meu saldo. Compro o passe mensal de R$10,80, (que no meu entendimento corresponde ao valor de dois passes de 5,40) e tento retirar duas bikes para pedalar com meu namorado, descubro que é necessário adquirir dois passes (diário, mensal ou anual). Ou seja, você pode ter comprado o passe anual, possuir saldo de 67,50 que você só conseguirá pegar uma bike, para retirar mais e você pode retirar até 5 bikes, é necessário que você adquira por exemplo: 5 passes diários, ou 5 passes mensais ou 5 passes anuais. 

Então pego o celular para adquirir mais um passe, os dados do meu cartão de crédito não ficam salvos no aplicativo, aliás nem mesmo o login fica salvo no aplicativo, todas as vezes que você precisar acessar o aplicativo precisa logar com sua senha, eles argumentam que é questão de segurança em caso de roubo do celular. O que não me convence, já que uso senha para bloquear a tela do celular e se o bandido quiser utiliza-lo, terá que formatar o aparelho, apagando todos os dados. Já que preciso do número do cartão de crédito de novo, voltei em casa para inserir os dados do cartão, após comprar mais um passe mensal, retorno na estação para retirar a bike.

Encontrei uma fila enorme, em todas as estações da Praia de Camburi! Se fosse só a fila ainda seria tranquilo... o problema é a confusão... como toda fila é necessário o bom senso, a educação, o respeito... infelizmente, assim como na política, estamos também rodeados de corruptos no nosso dia a dia, corrompendo até mesmo um sistema de fila.


Fonte da imagem: http://www.folhadiaria.com.br/materia/74/2558/cidades/noticias/bike-vitoria-cinco-estacoes-sao-instaladas-na-capital#.V8WTpvnR_IU


Como só consegui uma bike na primeira estação em que parei, fomos para uma outra e aguardávamos na fila, pois não havia bikes disponíveis... Presenciei a cena de mãe e filha que aguardavam a 40 min. por duas bikes... Elas estavam na nossa frente na fila, exaustas por esperar tanto tempo, quando finalmente duas pessoas devolveram duas bikes. A mãe utilizando o celular liberou uma bicicleta e estava com dificuldades em desbloquear a outra. Uma moça se aproximou com o celular nas mãos e ignorando todas as demais pessoas da fila, tentava desbloquear a bicicleta que a mãe da menina tentava desbloquear, já segurando-a. Quando a mãe percebeu, não acreditou no que via e acabou exaltando-se um pouco com a moça que furava a fila, que respondeu ainda se achando na razão, argumentando que era um aplicativo livre. Como outras pessoas da fila apoiaram a senhora, a moça desistiu e se retirou do local. Triste né? Ver que no nosso Brasil, a população reclama dos políticos, mas agem na esperteza o tempo todo, querendo levar vantagem, passando por cima de todos! Dane-se o outro, eu em primeiro lugar! São pessoas que pensam "o mundo é dos espertos" e não se importam com os demais! Muito triste mesmo!!!!

Infelizmente em todas as estações, existem uma ou duas bikes com problemas: pneu furado ou vazio, corrente que saiu... Não sei com qual frequência fazem a manutenção, mas percebe-se que tem deixado a desejar.

Agora também existe uma central de atendimento via whatszap: 81 99195-5213, eles respondem na hora, porém a eficiência da resposta dependerá do atendente... a primeira vez que utilizei o serviço o atendente que me atendeu, só copiava os textos confusos do site e me enviava, parecia que eu estava falando com uma máquina. Da segunda vez a pessoa se identificou pelo nome "Elizabeth" e esclareceu minhas duvidas objetivamente. Um abraço para você Elizabeth!!!! ;)



Após a burocracia do cadastro e se habituar com o aplicativo fica mais fácil. Minha amiga mesmo também disse que achou a parte do cadastro bem complicado e chato, também teve muitas dúvidas, também não achou o aplicativo fácil de usar, porém adorou usar as bicicletas e tornou-se uma usuária frequente!

Fica a dica: Domingo de manhã, conseguir uma bike já é difícil, duas só se você tiver muita sorte e ser persistente!!! Para utilizar o sistema sem dor de cabeça, saia de casa com: cartão de crédito em mãos, celular com carga total na bateria, crédito para ligações, internet móvel disponível no seu aparelho. 

A utilização do cartão do sistema de ônibus seria muito eficiente se não precisasse de cadastro, ou se esse cadastro fosse possível fazer pela internet, pois ir até o SETPES é totalmente inviável!

Entendo que parte da burocracia, deve-se a necessidade de segurança do sistema, para prevenção de usuários que depredariam ou nem devolveriam as bikes. E se tem muita gente que ainda não sabe respeitar fila, infelizmente também pode existir o caso de se aproveitar de um sistema mais acessível e furtar as bicicletas!

A iniciativa é boa, toda cidade deveria ter esse sistema de bike compartilhada! Porém aqui em Vitória o serviço precisa ser ampliado, o site e o aplicativo precisam de uma interface mais clara e objetiva, facilitando o uso! Seria muito útil se nas estações existisse uma bombinha, para encher os pneus vazios e um telefone para entrar em contato com o sistema! 

Com a frustração pelo serviço do bike Vitória, muitas pessoas decidiram comprar suas próprias bikes, já que é um pouco complicado utilizar o serviço! Bem mais simples mesmo comprar uma bike!

Maiores informações: http://www.bikevitoria.com/