segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Prefeitura inaugura Museu Histórico da Ilha das Caieras nesta segunda-feira

Elizabeth Nader
Museu do Pescador
O museu vai funcionar em uma casa do início do século XX, onde existia um armazém de secos e molhados

A partir desta segunda-feira (29), os capixabas e turistas de outras cidades e Estados terão um motivo a mais para visitar a Ilha das Caieiras. Nesta data, será inaugurado o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio.

Esta é mais uma obra da Prefeitura de Vitória no bairro, que compõe a Poligonal 12 do Programa Terra Mais Igual. A inauguração será às 19 horas, mesmo horário da abertura da exposição "Manguezal: múltiplos olhares".

O museu vai funcionar em uma casa do início do século XX, onde existia um armazém de secos e molhados. A reforma buscou preservar as principais características da arquitetura original, tais como telha francesa, esquadrias de madeira, assoalho de tábua corrida e teto de madeira.

"A recuperação desse edifício e a sua utilização para museu contribuem para o resgate da identidade e tradição da comunidade de pescadores da Ilha, reforçando, para as futuras gerações, a importância dessa atividade local", afirmou a subsecretária de Gestão Urbana, Clemir Pela Meneghel.

Identidade local

Voltado principalmente para a relação dos moradores com o mar e o manguezal, já que a região é rica na tradição das famílias de pescadores, o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio" busca fortalecer a identidade local.

O Museu Histórico é uma antiga reivindicação da comunidade, e se constituirá como um museu comunitário. Os moradores de toda a região poderão contribuir para a criação de um acervo interativo. Sua gestão e suas atividades serão desenvolvidas com o envolvimento da comunidade, de forma que esta se aproprie do museu e contribua para o seu crescimento.

Espaço

A área construída do museu é de 118,46 metros quadrados. No pavimento térreo funcionarão duas salas: uma reservada para exposições e outra que será um espaço dedicado à memória do pescador. No segundo piso, ficam a sala de leitura, videoteca e administração do museu.

A praça contígua ao museu também foi urbanizada, tornando-se um espaço multiuso de 228,80 metros quadrados de área construída. O espaço também recebeu nova iluminação e canteiros destinados ao paisagismo.

A prefeitura investiu cerca de R$ 118 mil na reforma do museu, urbanização e iluminação da praça. "O Terra Mais Igual está entregando mais uma etapa das intervenções que foram discutidas e aprovadas com a comunidade da Ilha das Caieiras em um processo de participação popular", ressaltou a coordenadora do Programa, Margareth Batista Saraiva Coelho, lembrando que, a partir de agora, esse espaço passa a ser gerenciado pela Secretaria Municipal de Cultura.

Exposição

Samira Gasparini
Ary dos Passos Lirio
Ary dos Passos Lyrio, filho do senhor Manoel Passos Lyrio. O Museu do Pescador funcionará no antigo armazém da família

Conhecido popularmente como Museu do Pescador, o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio" será inaugurado com a abertura da exposição "Manguezal: Múltiplos Olhares", que apresenta 32 ilustrações do artista Rogério Dalmonech. Os trabalhos revelam o olhar do artista sobre a comunidade local e o manguezal. A exposição é uma realização em conjunto com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Segundo a secretária municipal de Cultura em exercício, Elizabeth Maria Caser, este é o momento de oferecer mais acesso à cultura a uma localidade extremamente importante para a história do Espírito Santo. "Com isso, vamos promover o desenvolvimento cultural, econômico e social das comunidades, requalificando o espaço urbano, sem nunca esquecer do atrativo turístico e cultural", afirma.

Para se manter ativo, o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio" irá promover diversas atividades para o público visitante, priorizando monitoria, envolvimento da comunidade, preservação da memória, difusão cultural e pesquisa. Além disso, boa parte do seu acervo será proveniente do encontro com os moradores locais, que poderão abastecer o espaço com objetos e até depoimentos.
Saiba mais:
Manoel Passos Lyrio


Nascido em Santa Leopoldina, Manoel Passos Lyrio foi um dos primeiros moradores a aportar na Ilha das Caieiras, em Vitória. Pai de cinco filhos e casado com Anna Teubner, chegou à região em 1927, numa pequena canoa vindo pelo rio Santa Maria.
Em 1937 adquiriu um terreno e construiu sua residência própria, onde também instalou um comércio de secos e molhados, conhecido como "a venda do seu Duca". Neste mesmo local funciona o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio". Em 1940 o sobrado foi inaugurado com o 1º baile de carnaval no andar superior, se tornando uma referência para toda a comunidade.
Serviço
Inauguração do Museu Histórico da Ilha das Caieiras “Manoel Passos Lyrio”

Onde:Rua Felicidade Correia dos Santos, s/n, Ilha das Caieiras, Vitória
Quando: segunda-feira (29), às 19h
Horário de funcionamento:Das 13h às 17h
Informações:(27) 3132-8372 e 3132-5295

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/secom.php?pagina=noticias&idNoticia=4990#atalhoConteudo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo contato!