sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

kaffa Cafeteria



Bom, muitas pessoas que visitam meu blog, sempre comentam "você tem que postar sobre a cafeteria kaffa"... como também sou admiradora do estabelecimento e só ouço elogios, atendo aos "merecedores pedidos":

Essa postagem será "mais ousada" que as anteriores, pois entrei em contato com o dono do estabelecimento e falei da possibilidade de uma entrevista via-email, sobre a qualidade do atendimento de seu negócio , já que é muito comentado. Vagner Benezath, gentilmente me recebeu para um bate-papo e pessoalmente me  contou  mais sobre essa "jovem cafeteria", que está fazendo à cabeça dos capixabas. 

Durante a conversa, Vagner revelou que não possuía experiência em Administração, contou  da sociedade com sua mãe (Carmen Benezath) e referiu-se com muita humildade ao sucesso e a fama da cafeteria. 
Confiram:


Érika Mezabarba: Gostaria que você me apresentasse... falasse mais sobre a cafeteria. 
Vagner Benezath: Hum...a idéia de montar, de abrir um café aqui foi minha, somos eu e minha mãe (ela é nutricionista e chefe de cozinha)... A idéia começou a surgir em junho do ano passado, eu gosto muito de café, cafeteria... ambiente cafeteria. E comecei a colocar na minha cabeça que "tinha que ter uma.".. E a Rua da Lama é um ponto cheio de bares totalmente noturnos, mas a rua também tem uma vida diurna e não havia um lugar legal!
Já hoje a Lama está em crescimento, você já encontra lugares legais, que não seja “boteco copo sujo”, saindo um pouco só de cerveja!
E aí... apresentei para minha mãe a idéia, já tínhamos alguns contatos no Sindicafé, (uma amiga nossa que é diretora lá, e entende bem de café) e veio nos orientar quanto a montagem da ... A palavra é até cafeteria mesmo, não é lanchonete, não é bar, não é nada... Eu acho que a palavra cafeteria envolve mais do que o próprio grão, envolve também ambiente, atendimento. Cafeteria então eu acho que é mais um rótulo para... um lugar que você se sente bem ... um lugar agradável, com internet sem fio, com cadeiras confortáveis... E a gente tem uma vantagem Érika, a gente faz tudo aqui na cozinha... corta a salada, o pão de queijo: a gente pega o pó que vem no balde e tal....
  
Érika Mezabarba: Como você considera o Atendimento ao Cliente aqui no Estado?
Vagner Benezath: Olha... eu sou meio chato... costumo freqüentar os mesmos lugares e ai eu acabo indo só onde sou bem atendido, aí  acaba que eu não tenho tanto problema, não me estresso! Não só em questão de alimentação, mas questão de roupa também, quando o carro dá problema... para todas essas coisas. Eu vou sempre aos mesmos lugares justamente por isso, por causa do bom atendimento.

Érika Mezabarba: A cafeteria Kaffa já conquistou muitos capixabas (uma clientela que valoriza qualidade). Qual é a sensação de ser dono de um negócio que além de sucesso, é referência na qualidade em atendimento? 
Vagner Benezath: Na verdade sucesso eu não sei Érika... risos. O negócio ainda é muito novo..  ainda têm muito que crescer. E assim... a gente já tem um retorno legal já, se você passar aqui e reparar vai ser sempre as mesmas pessoas, isso é legal! Sinal de que elas estão gostando.
Érika Mezabarba: Pensam igual à você né? (freqüentar onde me tratam bem)! Risos
Vagner Benezath: É mas é sinal de que ainda têm muito para crescer, têm muita gente que ainda não conhece aqui... Para crescer não é fácil! Outro dia teve um cliente que chegou aqui e falou... “há pô eu queria montar um negócio para mim, ter uma vida mais tranquila”. Aí eu disse á ele: a última coisa que você vai ter é uma vida tranqüila se abrir um negócio de comida cara, é a últimaaaa coisaaaa que você vai teeeeer! 
O pessoal pensa assim... que a comida fica pronta assim do nada, que você não precisa fazer compras, não precisa se preocupar com nada! Existem desgastes no dia-a-dia que as pessoas desconhecem.

Érika Mezabarba: Muitos negócios começam com muita qualidade, fazem muito sucesso, mas quando se expandem, perdem qualidade em seus produtos e na relação com o cliente. Existe algum projeto de ampliação para a Kaffa? E como você garantiria que esse "selo de qualidade" adquirido não fosse perdido?
Vagner Benezath: Ampliação a gente ainda não sabe, mas com certeza por eu ser muito novo, minha cabeça não pára. Eu quero mais coisa... ou que seja aumentar aqui ou abrir outra coisa, partir para outro negócio. Mas a idéia é crescer como empresário, isso não tenha dúvida, mas aqui dentro precisamos ainda crescer internamente.
Outra vantagem muito grande (a sociedade com minha mãe); eu garanto a qualidade aqui de fora: do café, do atendimento, da divulgação. E minha mãe se vira na cozinha, garante a mesma receita, os pratos possuem ficha técnica...
Érika Mezabarba: Agora esta explicado porque os pratos aqui são diferenciados!
Vagner Benezath: Porque se não tivesse ela na cozinha, se eu tivesse que passar por trocas de funcionário, eu aqui na frente não poderia garantir!
Érika Mezabarba: Ainda mais que você teria que encontrar um chefe de cozinha bom, que pudesse confiar, e isso não seria nada fácil! rs

Érika Mezabarba: Desde o projeto do seu negócio você pensou na qualidade do atendimento?
Vagner Benezath: Desde o começo, eu sou Relações Públicas né!
Érika Mezabarba: É formado em Relações Públicas?
Vagner Benezath: Sim, e para mim atendimento é fundamental e cafeteria compõem a idéia de bom atendimento, então isso aí é um dos fatores pelo qual eu luto bastante.
Nós estivemos em uma consultoria em São Paulo no ano passado, lá fiz um treinamento de barista. Fizemos umas visitas: em um dia visitamos umas oito cafeterias; é surreal... o atendimento de lá é muito bom mesmo... o ambiente é maravilhoso. E eu achava que era coisa de outro mundo, impossível...que eu nunca consegueria fazer isso. Mas agora... mês passado eu estive lá denovo, depois de um ano.... e vi que nós não estamos assim tão longe, eu vi que a gente conseguiu construir um ambiente legal, que a galera se sinta bem....no twiter nós já temos mais de 1.000 seguidores já!

Érika Mezabarba: Como você acredita que a internet transforma a relação da empresa com o cliente?
Vagner Benezath: A gente que é dono de um pequeno negócio não tem dinheiro para ficar colocando propaganda toda hora, divulgando na televisão, outdoor. Aí tem que ser no boca-boca mesmo e o twiter é uma ferramenta gratuita, muito ágil, você coloca as informações ali, todas as pessoas estão vendo naquela hora. Nós fazemos pesquisa, divulgamos os pratos que estão saindo da cozinha.
E eu acho que essa relação com o cliente é fundamental. A maioria dos novos clientes vêem através da indicação de outros.

Érika Mezabarba: Sobre a importância da qualidade de atendimento ao cliente, poderia deixar alguma sugestão para os empresários e para os futuros empreendedores?
Vagner Benezath: Eu acho que você deve tratar as pessoas como você quer ser tratado, isso aí eu acho que é a palavra chave, se você gosta de ser bem atendido, porque você vai atender mal? Isso aí é que eu não entendo, entendeu?
Érika Mezabarba: Eu também não!!! rs
Vagner Benezath: Me pergunto: será que o dono não ta ali vendo?
Érika Mezabarba: O pior é que às vezes é o próprio dono!
Vagner Benezath: É... é inexplicável... é o que eu estava falando para os meus pais nesse final de semana, sobre as pessoas que abrem e acham que vai dar certo só por estar aberto... e que o negócio vai sozinho, você tem que pensar que ali é seu trabalho, mesmo que você seja seu patrão, precisa se dedicar!
Érika Mezabarba: Eu acho que infelizmente esse pensamento: de foco maior no atendimento é mais presente no empresário que monta um negócio diferente, que precisa atraiar o público, como você precisou de atrair!
Vagner Benezath: Sim, como foi a primeira cafeteria em Jardim da Penha, muita gente achava que aqui era só café expresso e capuchino, e muitas ainda não sabem que vão encontrar um café gelado, ou outras opções. Tem gente que chega aqui e diz “ué tem cerveja”, eu digo: tem, mas é long neck, não é para ficar bêbado não, é para você curtir aí, enquanto não chega seu sanduíche!
Mas também tem gente que reconhece a variedade de opções, tem gente que vem aqui e me diz:
 “Há... Vagner eu não tomo café, mas adorooooro cafeteria!”

      Vagner Benezath
         Foto: Érika Mezabarba


Eu já fui:
Uma amiga minha já comemorou seu aniversário lá e todos convidados aprovaram.
Inclusive, é possível agendar eventos fechados para os sábados.

O local possui internet sem fio e música ambiente, o atendimento é realmente excelente.!!!!!!! Já provei o pão de queijo, o docinho de framboesa, alguns sanduíches e uma bebida gelada (que leva café, mas não é café) rs. E a comida é mesmo uma delícia !!! Aliás Carmen Benezath está de parabéns!

E Vagner ... trabalhar com mãe deve ser tudo de bom heim?... (bateu até uma saudade da minha)! rs

A parceria entre mãe e filho, também é um ingrediente de sucesso da cafeteria Kaffa!
 

Recomendo galera, merece uma estrelinha do blog!


Cardápio:
http://www.kaffacafeteria.com.br/cardapio/cardapio.pdf

Acesso:
Rua Darcy Grijó, 50 - lojas 03 e 04
Jardim da Penha
Próximo à Rua da Lama
Vitória-ES

Contato:
http://twitter.com/kaffacafeteria
3227-2136


2 comentários:

  1. Parabéns pelo blog, Erika, principalmente pela iniciativa! Os capixabas estão precisando mesmo é de reclamar menos e agir mais! Se não existe nada pra fazer em vitória, então criemos opções!
    Eu mesmo também tenho o sonho de abrir uma cafeteria, e quase realizei se outros eventos não tivesse interrompido, mas com certeza ainda estarei aumentando o leque de opções para nossos conterraneos em breve. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Os produtos da cafeteria são ótimos e o ambiente é muito agradável e bem montado. Porém, o dono fala em bom atendimento...eu e minha mãe infelizmente fomos mal atendidas na kaffa cafeteria.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo contato!