segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

São Mateus

Começando a semana com a cidade de São Mateus, localizada no Norte do Estado, a cidade é muito conhecida pelo balneário de Guriri. Mas falarei de Guriri exclusivamente outro dia, em homenagem a minha amiga Michele.

Os destaques para a cidade de São Mateus são esses:

 

 

Os Primeiros Colonizadores

                                                                Igreja Velha
 
Os primeiros colonizadores portugueses chegaram a São Mateus por volta de 1544. A partir daí a cidade começou seu desenvolvimento e não parou mais. A característica principal da economia de São Mateus é a diversificação das atividades aqui praticadas. Agricultura, pecuária, são fortíssimas e merece destaque especial o comércio que é referência no norte do estado e extremo sul da Bahia.

Há poucos registros sobre a povoação de São Mateus, a vila de São Mateus passou a dar obediência ao governo da Bahia, e , a partir desse momento, houve grande crescimento das atividades comerciais, pois muitas famílias iimportantes daquele Estado passaram a se mudar para São Mateus. 

A Criação do Município de São Mateus

                                                        Cidade de São Mateus
 
A Vila de São Mateus passou a ser Município por Ato Provincial de 03 de abril de 1848. No entanto, não existe nenhuma comemoração nessa data, pois a celebração mais importante do Município acontece no dia 21 de setembro, quando se festeja também o início da colonização européia iniciada em 1544. A cidade recebeu o nome de São Mateus pelo fato de ter sido em um dia 21 de setembro (dia do evangelhista Mateus) que o padre José de Anchieta visitou a cidade.

Até o final da década de 1930, os meios de transporte de passageiros e mercadorias para toda a região norte do Espírito Santo eram os animais (cavalos e tropas de muares), os pequenos navios que aportavam em São Mateus e o trem de ferro.

O Porto de São Mateus

                                                             Sítio Histório Porto
 
O movimento no Porto de São Mateus era intenso, com os trapiches cheios de mercadorias para exportação. Os armazéns vendiam mercadorias aos moradores locais e aos da Vila do Interior como Barra de São Francisco, Nova Venécia, Boa Esperança, Jaguaré e outras, todas ainda pertencentes ao território de São Mateus. Por causa da pouca profundidade e largura do rio, em alguns lugares, os navios só podiam entrar ou sair de 15 em 15 dias, nas luas cheias e novas, quando as marés são mais altas.

Eu já fui:
Conheci as ruínas da Igreja Velha e fui também ao Sítio Histórico, os dois lugares rendem lindas fotos. Não conheci a vida noturna da cidade!

Quem conhece melhor a cidade tem dicas do que fazer lá?


Acesso:
  • Distância: 220km da capital Vitória
  • Limites ao Norte: Conceição da Barra, Boa Esperança e Pinheiros.
  • Limites ao Sul: Linhares, Jaguaré, Vila Valério e São Gabriel da Palha.
  • Limites ao Leste: Oceano Atlântico.
  • Limites ao Oeste: Boa Esperança e Nova Venécia.
Fonte: http://www.saomateus.es.gov.br/site/historia-sao-mateus.php



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo contato!