terça-feira, 30 de novembro de 2010

Don Camaleone



De estilo inovador, essa forneria na Praia do Canto é famosa pelo serviço, os garçons são de nível universitário e bilíngüe. O ambiente tem um estilo diferenciado, a Don Camaleone foi toda pintada à tinta óleo e no teto do salão principal uma luminária reproduz o conceito da obra do pintor holandês Mondrian. O balcão de drinques é comandado pelo barmen Rodrigo Perdigão, que ficou entre os cinco melhores do Brasil no Campeonato Brasileiro de Coqueteria. O restaurante também possui Clube do Uísque e uma carta de vinhos harmonizada com o cardápio.


Eu já fui:
Imagina um atendimento bom, pois é, o atendimento Don Camaleoni supera expectativas, quando o assunto é qualidade de atendimento, o local é sempre citado. Os atendentes são sorridentes e super simpáticos, você sente que eles fazem o que gostam e trabalham felizes. "Diz a lenda" que o dono do estabelecimento preferiu que todos os funcionários fossem de fora do Estado, para garantir excelência em atendimento.

Não acredito que o capixaba não seja capaz de realizar um bom atendimento, acho que os empresários não estão sendo rigorosos nas contratações e não investem em treinamento dos funcionários. No Senac existe o curso de Qualidade de Atendimento ao Cliente, muito bom, na minha opinião todos que lidam com o público deveriam obrigatoriamente fazer esse curso!

O ambiente é mesmo agradável, limpo, todo decorado e a comida uma delícia, a pizza é ótima! Merece uma estrelinha!


Acesso:
Rua Desembargador Sampaio, 263 
Praia do Canto Vitória - ES

Contato:
Tel.: (27) 3225-2995

Fonte: http://guiacomercialpraiadocanto.blogspot.com/2008/12/inaugurada-em-vitria-pizzaria-dom.html

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Prefeitura inaugura Museu Histórico da Ilha das Caieras nesta segunda-feira

Elizabeth Nader
Museu do Pescador
O museu vai funcionar em uma casa do início do século XX, onde existia um armazém de secos e molhados

A partir desta segunda-feira (29), os capixabas e turistas de outras cidades e Estados terão um motivo a mais para visitar a Ilha das Caieiras. Nesta data, será inaugurado o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio.

Esta é mais uma obra da Prefeitura de Vitória no bairro, que compõe a Poligonal 12 do Programa Terra Mais Igual. A inauguração será às 19 horas, mesmo horário da abertura da exposição "Manguezal: múltiplos olhares".

O museu vai funcionar em uma casa do início do século XX, onde existia um armazém de secos e molhados. A reforma buscou preservar as principais características da arquitetura original, tais como telha francesa, esquadrias de madeira, assoalho de tábua corrida e teto de madeira.

"A recuperação desse edifício e a sua utilização para museu contribuem para o resgate da identidade e tradição da comunidade de pescadores da Ilha, reforçando, para as futuras gerações, a importância dessa atividade local", afirmou a subsecretária de Gestão Urbana, Clemir Pela Meneghel.

Identidade local

Voltado principalmente para a relação dos moradores com o mar e o manguezal, já que a região é rica na tradição das famílias de pescadores, o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio" busca fortalecer a identidade local.

O Museu Histórico é uma antiga reivindicação da comunidade, e se constituirá como um museu comunitário. Os moradores de toda a região poderão contribuir para a criação de um acervo interativo. Sua gestão e suas atividades serão desenvolvidas com o envolvimento da comunidade, de forma que esta se aproprie do museu e contribua para o seu crescimento.

Espaço

A área construída do museu é de 118,46 metros quadrados. No pavimento térreo funcionarão duas salas: uma reservada para exposições e outra que será um espaço dedicado à memória do pescador. No segundo piso, ficam a sala de leitura, videoteca e administração do museu.

A praça contígua ao museu também foi urbanizada, tornando-se um espaço multiuso de 228,80 metros quadrados de área construída. O espaço também recebeu nova iluminação e canteiros destinados ao paisagismo.

A prefeitura investiu cerca de R$ 118 mil na reforma do museu, urbanização e iluminação da praça. "O Terra Mais Igual está entregando mais uma etapa das intervenções que foram discutidas e aprovadas com a comunidade da Ilha das Caieiras em um processo de participação popular", ressaltou a coordenadora do Programa, Margareth Batista Saraiva Coelho, lembrando que, a partir de agora, esse espaço passa a ser gerenciado pela Secretaria Municipal de Cultura.

Exposição

Samira Gasparini
Ary dos Passos Lirio
Ary dos Passos Lyrio, filho do senhor Manoel Passos Lyrio. O Museu do Pescador funcionará no antigo armazém da família

Conhecido popularmente como Museu do Pescador, o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio" será inaugurado com a abertura da exposição "Manguezal: Múltiplos Olhares", que apresenta 32 ilustrações do artista Rogério Dalmonech. Os trabalhos revelam o olhar do artista sobre a comunidade local e o manguezal. A exposição é uma realização em conjunto com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Segundo a secretária municipal de Cultura em exercício, Elizabeth Maria Caser, este é o momento de oferecer mais acesso à cultura a uma localidade extremamente importante para a história do Espírito Santo. "Com isso, vamos promover o desenvolvimento cultural, econômico e social das comunidades, requalificando o espaço urbano, sem nunca esquecer do atrativo turístico e cultural", afirma.

Para se manter ativo, o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio" irá promover diversas atividades para o público visitante, priorizando monitoria, envolvimento da comunidade, preservação da memória, difusão cultural e pesquisa. Além disso, boa parte do seu acervo será proveniente do encontro com os moradores locais, que poderão abastecer o espaço com objetos e até depoimentos.
Saiba mais:
Manoel Passos Lyrio


Nascido em Santa Leopoldina, Manoel Passos Lyrio foi um dos primeiros moradores a aportar na Ilha das Caieiras, em Vitória. Pai de cinco filhos e casado com Anna Teubner, chegou à região em 1927, numa pequena canoa vindo pelo rio Santa Maria.
Em 1937 adquiriu um terreno e construiu sua residência própria, onde também instalou um comércio de secos e molhados, conhecido como "a venda do seu Duca". Neste mesmo local funciona o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel Passos Lyrio". Em 1940 o sobrado foi inaugurado com o 1º baile de carnaval no andar superior, se tornando uma referência para toda a comunidade.
Serviço
Inauguração do Museu Histórico da Ilha das Caieiras “Manoel Passos Lyrio”

Onde:Rua Felicidade Correia dos Santos, s/n, Ilha das Caieiras, Vitória
Quando: segunda-feira (29), às 19h
Horário de funcionamento:Das 13h às 17h
Informações:(27) 3132-8372 e 3132-5295

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/secom.php?pagina=noticias&idNoticia=4990#atalhoConteudo

domingo, 28 de novembro de 2010

São Firmino Botequim

 Fonte da imagem: http://micaretases.blogspot.com/2010_10_01_archive.html

A antiga Swingers Lounge, atual São Firmino pertence ao Grupo Happy News é a maior rede de casas noturnas do Brasil. Iniciou suas atividades em Belo Horizonte e está no mercado há quinze anos (desde 1995), com diferentes estabelecimentos espalhados em grandes cidades do Brasil: Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Salvador, São Paulo e Vitória.
Cada casa se diferencia por oferecer um conceito de pura diversão, proporcionando um clima único e de interação com os clientes, nas quais o entretenimento é levado a sério.

Eu já fui:
Ontem mesmo fui lá, analisei tudo para postar no blog,,, uauauau. Mas prefiro não expor minha opinião em detalhes desta vez, para me preservar. Ainda não sou rica para responder processos! rs


O local possui pontos positivos e negativos, o atendimento é padrão, o espaço é pequeno! Mas em geral dá para se divertir, o bom dos sábados, é que o ritmo não fica só no "tibum, tibum"... rola de tudo... de um forrozinho à axé...!!! 
Eu gosto disso, porque quando vou em boate onde a noite toda só rola o "tibum, tibum"; me sinto em uma rave, aí dá sono kkk. Nada contra o público das raves, mas eu me enjoo de ouvir somente música eletrônica durante a  noite toda!!

Acesso:
Endereço: Avenida Nossa Senhora da Penha, 1297
Bairro: Santa Lúcia
Cidade: Vitória

Contato:
Telefone: 3201-6600
Horário: 21h/último cliente (fecha seg., qua. e dom.)

Fonte: http://www.grupohappynews.com.br/novo/

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Espaço Cultural Ejud



 
O Espaço Cultural EJUD recebe propostas de artistas plásticos, fotógrafos, artesãos e demais artistas interessados para o Programa de Exposições.

Eu já fui:
O espaço é pequeno, mas são expostas grandes e belas obras de artistas capixabas, que sempre disponibilizam algumas para venda. O ambiente é climatizado e calmo.


Acesso:
Av. Cleto Nunes, 85, Edifício Vitória Park, 12° andar
Vitória-ES

Contato:
tel. (27) 3223-6512. Seg. a sex., 13h/19h.
E-mail: ejud@trtes.jus.br

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Centro Cultural Sesc Glória (antigo Teatro Glória)



O Centro de Vitória é uma "caixinha de Cultura" que aos poucos se abre, a próxima atração será o Sesc Glória, pois é, aquele prédio (antigo Teatro Glória), de linda arquitetura, que estava abandonado. O prédio é destaque na paisagem da cidade, edificado em concreto armado e revestimento em pó de pedra, projetado pelo arquiteto alemão Ricardo Wright e apresenta elementos da arquitetura eclética, com o uso de sacadas e balaústres, e o tradicional coroamento, no teto da estrutura, com cúpula na esquina. É a primeira construção com cinco andares da cidade, iniciada em 1926.

O imóvel foi adquirido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), está em reforma desde 2009 para a instalação do Centro Cultural Sesc Gloria. A reforma prevê novas ambientações internas e reestruturação do espaço, que terá sete andares e as seguintes instalações: teatro; cybercafé; livraria; bombonière; galeria de arte; restaurante; cinema; biblioteca; anfiteatro; bar panorâmico, com mirante e jardim no terraço, entre outros espaços.


Boa notícia, não é? Confira a reportagem:
 
 
O Teatro Glória, no centro de Vitória, agora tem novo dono. Sai das mãos da família Cerqueira Lima e vai para o Serviço Social do Comércio (Sesc). O valor da compra não foi divulgado a pedido do médico e administrador Henrique Cerqueira Lima, ex-proprietário.

O destino do edifício, construído em 1931, já está decidido. "Vamos transformá-lo num grande centro cultural nos mesmos moldes daqueles administrados pelo Sesc em São Paulo", prometeu o diretor regional do Sesc, Gutman Uchôa de Mendonça.

A ênfase cultural, portanto, permanece. O que agrada ao antigo dono que recebia inúmeras propostas de compra de igrejas evangélicas, mas nunca aceitou.

Reforma. Inicialmente, o prédio em estilo arquitetônico eclético (com elementos de art decó e neoclássico) de cinco andares passará por uma reforma interna. Começa, no máximo, em outubro. "Deve durar oito meses. É um espaço enorme, com seis amplos salões onde teremos bibliotecas, duas salas de cinema, áreas voltadas para artes cênicas e produção teatral e também para exposições", detalha Mendonça. O palco continuará em uso durante as intervenções.

O teatro chegou ao prédio um ano depois em que ele foi construído: em 1932. A última reforma geral foi em 1970, quando instalaram o sistema de ar-condicionado. O número de poltronas diminuiu: de 1.296 para 1.200.
Endereço: Av. Jerônimo Monteiro, 428, Centro.
Telefone: (27) 3223-0720. 

Disponívem em: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=402264

Fonte: http://www.vitoria-es-brasil.com/index.php?option=com_content&view=article&id=1117:teatro-gloria&catid=329:vitoria&Itemid=612
         
         http://www.vitoria.es.gov.br/turismo.php?pagina=teatros

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Praça do Epa

fonte da imagem: http://www.agrogemeos.com.br/jardim_da_penha.html

Bom, o verdadeiro nome dessa Praça é Regina Frigeri Furno, mas como capixaba não memoriza nome de rua, nem nome de praça... o nome de um supermercado próximo tornou-se o apelido carinhoso :"Praça do Epa". A Praça possui uma quadra, um parquinho e sanitários feminino e masculino, localiza-se no Centro do bairro Jardim da Penha, onde há uma concentração maior do comércio.
Todas as noites a pracinha é rodeada de vendedores de fast-foods, mas é na noite de sexta-feira , que vira uma festa! Muitas opções de comida: tapiocas, pizza, hot dog, doces, yaksoba, bolos, tortas, salgadinhos, churrasquinho... E  muitas opções de artesanato como: bijuterias, velas aromáticas, caixinhas, biscuit, bolsas...

 Eu já fui:
O preço das comidas e dos artesanatos não são pequenininhos :( Enquanto a feirinha rola, fica um som ligado com umas músicas, que eu particulamente não curto muito, acho que ficaria muito melhor um espaço reservado para músicos iniciantes, onde eles se pudessem se apresentar ao vivo!!

Se você passar perto dessa pracinha na sexta-feira, mesmo sem fome, aposto que você vai querer algum petisco para levar para casa e comer depois rs. O cheiro de toda aquela comilança já dá fome!!! Se estiver de dieta; a sexta-feira nessa pracinha; pode ser um risco para você, pois ao ver as opções dos lindos e suculentos doces, ficará difícil resistir!!
Os artesanatos são de bonito acabamento, esses dias vi algumas luminárias lindas lá!!!

Acesso:
Praça Regina Frigeri Furno
Jardim da Penha
Vitória-ES


Praia de Camburi

Foto: Érika Mezabarba Riva

Localizada na parte continental (zona norte) da cidade, é também a maior praia da capital, com 6 km de extensão; um dos principais cartões-postais de Vitória. Abrange quatro bairros: Camburi, Jardim da Penha, Mata da  Praia e Jardim Camburi. É bastante frequentada e tem a melhor estrutura (hotéis, restaurantes, bancos...).

O calçadão, extenso e organizado, com iluminação noturna, foi recém reformado, agora conta com uma nova ciclovia, áreas para descanso e contemplação da paisagem e possui também áreas de estacionamento. Para quem gosta de esporte, o local oferece várias alternativas, é comum encontrar pessoas caminhando, andando de bicicleta, skate e patins.  A praia possui uma larga faixa de areia proporcionando a prática de frescobol, futebol e cooper além de se ver ao longe nas águas, o pessoal do surfe e kite-surf.

 No verão, a praia se torna palco de atrações especiais, são shows, concertos, jogos e apresentações promovidas pela Prefeitura de Vitória, que monta uma arena com uma vasta programação cultural e esportiva, atraindo um grande número de pessoas à praia. Sedia também grandes eventos esportivos, como torneios nacionais e mundias de vôlei de praia, futebol de areia, campeonatos de vela, dentre outros.

Na época de final de ano a Prefeitura organiza um show pirotécnico e variadas atrações culturais e musicais para animar a virada de ano. 

Essa Praia possui dois píers o  mais famoso; da Iemanjá e outro na parte sul; onde são atracados barcos de passeio.


Monumento a Iemanjá:
Localizada no Píer de Iemanjá no começo da Praia de Camburi (sentido Praia do Canto – Jardim da Penha), destaca-se pela homenagem a Iemanjá, divindade da cultura afro-brasileira. A obra é de Iannis Zavoudakis, artista grego radicado no Espírito Santo. Inaugurada em dezembro de 1988, o monumento é feito em concreto armado e traz a Rainha do Mar com os braços abertos e vestes azul celestial. O local é muito procurado para pesca com vara. 




Passeio Escuna Cores do Mar:
Passeio de barco pelas praias de Vitória e Vila Velha, tem duração de aproximadamente duas horas. Com saídas do Píer de Iemanjá às 10:00 h e 15:00 h, de Quarta à Domingo. No horário da manhã o passeio se dá pelas Praias de Vitória (passando pelas Ilhas do Frade e Ilha do Boi), até a Praia da Costa em Vila Velha, onde as pessoas podem se refrescar com um mergulho. No horário da tarde o passeio é feito até o Museu Ferroviário, passando pelas praias de Vitória, Terceira Ponte e Porto de Vitória.
Mais Informações: (27) 9914-0843 / (27) 9989-5107

Grupos acima de 25 pessoas
Saída às 09 horas da manhã (retorno as 15 horas) do píer da Santa Iemanjá.
Roteiro: Praia de Camburi , Porto Tubarão ,Terceira Ponte , Praia da Costa , Ilha das Caieiras e Manguezal.
06 Horas de passeio; almoço á bordo ( moqueca capixaba ) com arroz branco; 01 hora de pescaria de pequenos peixes com varinhas de bambu; 30 minutos de banho para quem sabe nadar , com a escuna à deriva. Bebidas não estão inclusas.
Valor por pessoa: R$60,00.
Contato: Paulinho 27-3317-7435 ou 9857-6745 paularafaela@oi.com.br


Eu já fui:
A triste verdade é que as águas da praia não são nada limpas, uns dizem que é o esgoto lançado ao mar, outros que são resíduos das grandes empresas situadas nessa região. Alguns pontos da praia são sinalizados como "próprios para banho", mas eu, como a maioria das pessoas, não me arrisco nessa água não, curto o calçadão e a areia para tomar um sol!!! Mas também existem muitas pessoas que se banham nessa praia!

Na altura do bairro de Jardim Camburi existem quiosques novos e equipados com chuveiros, já na altura de Mata da Praia e Jardim da Penha não existe nenhum quiosque nem chuveiros, o que é uma pena!!

Recentemente foi instalada no calçadão uma academia ao ar livre, para o público da terceira idade! Na altura ali do Banco do Brasil!

O calçadão esta em ótimas condições e é um ótimo local para caminhar, correr, patinar...A faixa de areia é bem ampla mesmo, normalmente esta limpa, mas sinto falta de mais lixeiras espalhadas pela Praia. E o Pier de Iemanjá é um local de frente ao mar, onde a vista é linda!!!

Ainda não fiz o passeio de escuna, mas deve ser emocionante!!


Acesso:
Na Avenida Dante Michelini, em frente aos bairros de Jardim Camburi, Mata da Praia e Jardim da Penha.


Comer, Rezar e Amar no Espírito Santo

Reportagem interessante sobre o nosso Estado:


Faça como Julia Roberts: coma, reze e ame, mas no Espírito Santo

Confira um roteiro para fazer as mesmas coisas que a personagem de Julia fez no filme, só que no Espírito Santo


Erik Oakes - gazeta online

O filme já passou pelos cinemas e inspira muita gente ainda com sua história. "Comer, Rezar e Amar" é baseado no best-seller de Elizabeth Gilbert, que aos 30 anos se viu cheia da vida que levava e resolve mudar tudo, no melhor estilo da canção "Agora só Falta Você", quando Rita Lee diz: "um belo dia resolvi mudar e fazer tudo que queria fazer".

Vivida por Julia Roberts no cinema, Elizabeth larga a carreira e o casamento desejado por toda americana moderna - com direito a casa no campo. Assim, ela decide viver novas experiências em lugares diferentes por um ano inteiro. E parte para a Índia, Itália e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de auto conhecimento.

Ao longo da jornada, lições de vida não faltam: a procura de um deus, o bem-estar consigo mesmo, perdão, caridade, autoestima.
foto: A Gazeta
Julia Roberts - comer, rezar e amar
Julia Roberts em cenas de 'Comer, Rezar e Amar'. Ela come na Itália, reza na Índia e ama na Indonésia
Assim, seu primeiro roteiro no filme é a Itália. Lá, ela passa seis meses aprendendo o idioma e degustando o melhor da culinária. Muito spaghetti, lasanha, canelone e sorvete fazem parte deste cardápio.

Com o fim de seis meses, ela segue para a Índia em busca de um retiro espiritual. Acaba encontrando respostas para muitas de suas atitudes em meio a tarefas e meditações. O principal aprendizado foi perdoar a si mesma e o poder da oração.

O final da história acontece na ilha de Bali, na Indonésia. Lá, ela conhece Felipe (Javier Bardem) e encara o dilema de, talvez, voltar a um relacionamento e acaba, inesperadamente, descobrindo a paz interior e o equilíbrio de um amor verdadeiro.

Mas para quê viajar o mundo atrás de uma resposta para o vazio pessoal se você pode achar tudo por perto? É o que esta matéria mostra aos capixabas. O Espírito Santo reserva um roteiro único para os que por aqui vivem e passam. Coma, reze e ame no Espírito Santo. Confira o roteiro:
foto: A Gazeta
Julia Roberts - comer, rezar e amar
A Ilha das Caieiras oferece o melhor da culinária capixaba, com tortas de mariscos, moquecas e outras receitas de frutos do mar
COMER
Com uma culinária diversificada, o Espírito Santo tem uma gastronomia única. De massas às famosas moquecas, os visitantes se encantam com esse lugar.

Como não poderia deixar de ser, a gastronomia é baseada em peixes e frutos do mar, que produzem a nossa tradicional Moqueca Capixaba e muito mais variações. Provavelmente, o local escolhido por Elizabeth Gilbert, caso passasse por aqui, seria a Ilha das Caieiras, em Vitória. Perfeita para se apreciar uma boa comida, com direito a uma bela vista, o local situado na periferia é ponto turístico certo.

Na Rua da Felicidade, conhecida como Rua Felicidade Correia dos Santos, encontra-se a maioria dos restaurantes da ilha, que oferecem casquinhas de siri, moquecas, mariscadas, mumas, frigideiras de siri, caranguejos, camarão e outros deliciosos frutos do mar.

O local é recomendado pelo produtor cultural Wesley Telles, que garante ter ficado com um pouco de preconceito no início, mas depois se rendeu aos encantos dos pratos.

"Acho que a Ilha das Caieiras tem uma beleza natural linda. Quando você chega naquele espaço se surpreende com o lugar que é muito bem frequentado. A culinária é maravilhosa. Os restaurantes têm uma preocupação com o cardápio. Eles prezam pelo sabor e a qualidade. É tudo fresco, pois a vila de pescadores é do lado. Você comer uma boa comida com uma vista daquela é fora de série", comenta.
foto: A Gazeta
Julia Roberts - comer, rezar e amar
O Mosteiro Zen Budista Morro da Vargem é um dos mais conhecidos do Brasil. Localizado em Ibiraçu, é um ótimo retiro espiritual
REZAR
Saindo da capital capixaba, rumo ao norte do Espírito Santo, encontramos o local perfeito para rezar e relaxar como Julia Roberts fez no filme. Em Ibiraçu, está localizado o Mosteiro Zen Budista Morro da Vargem.

Cercado pela natureza, o local possui uma rigorosa disciplina voltada para a leveza das posturas e a liberdade da mente. A calmaria e a beleza natural encontrada no mosteiro faz com que muitos estressados da cidade e pessoas em busca de respostas para sua vida, como Elizabeth encontrou no mosteiro indiano, procurem o local.

A estudante de engenharia Glaice Kelly da Silva Quirino, de 20 anos, já visitou o local por pelo menos três vezes e recomenda uma passada por lá.

"Considero o mosteiro um lugar de paz. Quem quer encontrar um lugar pra descansar, sair da agitação da vida urbana, relaxar e colocar os pensamentos no lugar não tem melhor opção que o mosteiro de Ibiraçu. É um local maravilhoso. Os monges são receptivos e explicam tudo", conta.

Mesmo não tendo, ainda, passado uma noite inteira no local, Glaice garante que está na tentativa de conseguir um horário na agenda e marcar uma estadia. "Pretendo fazer isso logo. Fui uma vez com o grupo da catequese e foi muito legal. Depois fui mais duas vezes", conta.
foto: A Gazeta
Julia Roberts - comer, rezar e amar
Domingos Martins foi eleita a cidade mais romântica do Brasil. Com um visual desses e clima agradável é ponto certo para os casais
AMAR
Finalizando o roteiro, é hora de ir a uma cidade para se amar. Eleita como a cidade mais romântica do Brasil, em 2008, Domingos Martins é o roteiro certo para casais em lua de mel.

Com clima agradável, paisagens exuberantes, comidas típicas da culinária alemã e povo acolhedor, Domingos Martins é uma cidade com todos os requisitos para se passar bons momentos a dois. Prova disso é o casal Marcelis Coelho Marques Pereira e Marcio de Lima Pereira, que escolheu o município para passar a lua-de-mel.

"Eu não só indico como recomendo. Tenho falado para todos os meus amigos da maravilha que é Domingos Martins. Passei minha lua-de-mel numa pousada em Pedra Azul e foi super romântico. A receptividade dos moradores é muito boa. Fizemos passeios por sítios, curtimos a culinária da região, que conta com restaurantes mais sofisticados. Fora que o clima favorece. Um bom chalé com lareira e um vinhozinho faz qualquer casal entrar no clima de romantismo", explica Marcelis sobre a escolha.

Domingos Martins ainda faz parte da Rota do Mar e da Montanha e destaca-se pela realização de grandes eventos como a Sommerfest (Festival da Imigração Alemã), Festival Internacional de Inverno, Festa do Morango e Festival do Vinho. Que outro destino Elizabeth escolheria para amar no Espírito Santo?

E você? Qual o melhor roteiro para comer, rezar e amar no Espírito Santo? Deixe sua recomendação na área dos comentários
Fonte:http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2010/11/700864-faca+como+julia+roberts+coma+reze+e+ame+mas+no+espirito+santo.html

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Praça da Ciência

 Fonte da imagem: http://www.rotacapixaba.com/atrativos-turisticos/praca-da-ciencia/

 Lições de física e astronomia ao ar livre:
A praça, fundada em 12 de outubro de 1999, tem como objetivo ser uma escola à céu aberto onde as pessoas aprendem interagindo e brincando com os equipamentos existentes. Em um espaço de sete mil e quinhentos metros ficam distribuídos os onze "brinquedos" que focam no aprendizado de conceitos científicos vinculados à Física, Astronomia, Ciências e Educação Ambiental. As famílias são as que mais frequentam o local e, por isso, a Praça da Ciência possui projetos específicos para esse público. Como exemplo são realizadas oficinas pedagógicas aos domingos, o que une educação e lazer e, ainda agrada à todas as pessoas das mais diversas idades. s/d Rota Capixaba
Conheço uma fotógrafa, Miriam Neri, que fez books de noivas nessa Praça, as fotos ficaram lindas!!


Confira os experimentos
  • Sistema Solar em escala: reproduz o sistema solar ao longo da praça, com dimensões proporcionais à realidade. Assim, pode-se ter noção do tamanho dos planetas, das distâncias entre eles e de suas órbitas em torno do Sol e também compreender os movimentos de rotação e translação.
  • Relógio de Sol: marca o horário local por meio da sombra projetada pela luz solar, utilizando uma técnica bastante antiga.
  • Espelho de som: mostra a reflexão do som, princípio utilizado pelos submarinos ou pelos morcegos com o intuito de localização.
  • Elevador de mão: ajuda a explicar como o uso de roldanas reduz o esforço humano. Elas são largamente usadas nas indústrias.
  • João teimoso: trabalha o equilíbrio. Pode ser usado com até seis pessoas de uma só vez.
  • Prato giratório: é possível perceber, dentro do instrumento, a atuação das forças que surgem com o movimento giratório. Elas tendem a deslocar o automóvel para fora da estrada num trecho de curva, por exemplo.
  • Balanços: esclarecem que a velocidade do balanço é influenciada pelo comprimento de sua corda.
  • Alavancas: ajudam a explicar como o uso de hastes reduz o esforço humano.
  • Plano inclinado: relaciona a distância em relação ao solo ao valor de velocidade numa queda.
  • Gyrotec (também encontrado na Escola da Ciência Física): simula a falta de posicionamento espacial, sensação vivida pelo ser humano na ausência de gravidade. O gyrotec é utilizado pela Agência Espacial Americana (Nasa) no treinamento de astronautas.
  • Refletor parabólico: concentra os raios solares em determinada área restrita, tornando possível a queima de objetos, como uma folha de jornal. É o princípio do fogão solar usado na Região Nordeste.
Horário de funcionamento:

Terça-Feira a Sábado e Feriados:
 8h às 12h e de 14h às 18h.
 Domingo:
14h às 18h.

Agendamento das visitas:

Para as escolas, é preciso marcar hora. Para a comunidade, as oficinas ocorrem aos domingos, a partir das 15h30. Grupos acima de 15 pessoas devem agendar a visita por telefone.

Acesso:
Avenida Américo Buaiz, s/n, Enseada do Suá, próximo à Curva da Jurema
Vitória -ES

Contato:
(27) 3345-0882
pracaciencia@yahoo.com.br

Fonte: http://www.rotacapixaba.com/atrativos-turisticos/praca-da-ciencia/
           http://www.vitoria.es.gov.br/seme.php?pagina=pracadaciencia

domingo, 21 de novembro de 2010

Restaurante Verde Perene

   FOTO: Érika Mezabarba Riva

Graças a minha grande amiga "Larissa", fiquei sabendo desse restaurante que ela descreveu como "diferentes de todos de Vitória". No sábado à tarde fomos conferir... e me impressionei, ela tinha toda razão!!!! Merece ser divulgado:

O restaurante foi inaugurado há apenas quatro meses, é vegetariano, com um clima oriental, um self-service bem bacana! As comidas são feitas à base de verduras, legumes, proteínas de soja e glúten. Contendo derivados como leite, queijo e ovo, porém não possui nenhum tipo de carne como peixe e frango na alimentação!

São preparadas em média 31 opções diárias  (ainda em processo de teste para conhecer bem o gosto da clientela), o restaurante aceita sugestão para aperfeiçoar sua culinária ao gosto brasileiro. Por falar nisso é importante ressaltar que lá você também encontra arroz com feijão, não é legal? 

                                                               FOTO: Érika Mezabarba Riva

São 12 pratos quentes: yakisoba, pratos assados (suflês, empadão, tortas salgadas, lasanhas, entre outros), legumes refogados, curry e muito mais; 8 saladas incluindo um prato de frutas. Rolinhos de legumes, rolinho primavera, sushis, guiozas, berinjela jiang bao, bifum, bife de soja agridoce, batata cremosa, suflê de couve-flor... entre outros pratos. Como sobremesa tem o pavê de coco delicioso e o musse de chocolate, as bananas carameladas (que fazem grande sucesso)!

                                                             FOTO: Érika Mezabarba Riva

Lá existe uma promoção que a cada 10 reais pago em dinheiro, você ganha uma cartela com um carimbo, quando  você completar a cartela ganha uma refeição de até 500g!!!

O Valor do k/g é de aproximadamente R$25,00.
    
Eu já fui:

Vale à pena experimentar, mas já aviso, se experimentar vai querer voltar sempre rs!!! O atendimento é muito bom, logo na entrada somos recepcionados por uma senhora que distribui sorrisos e nos saúda em seu idioma!
O ambiente é tranquilo, isso para mim é muito importante, porque "odeio" ir à resturantes que os liqüidificadores zoam, as pessoas gritam e os talheres parecem sinos!! rs No Verde Perene têm uma musiquinha oriental de fundo, daquelas que relaxam e a decoração é encantadora; simples e charmosa! 

O preço é bom! O restaurente é super higiênico!!! O banheiro cheira á talco!!!

Ha sim a comida... eu até esqueci de comer arroz com feijão, o yaksoba é ótimo, os rolinhos de legumes são recheados com um creme de amendoim muito bom, super exótico. Aquele gostinho agredoce do tempero é uma delícia, o kibe é gostoso, o bolinho de soja hummm... As sobremesas... adorei o mousse de manga e o pudim (acho que parecia ser de café) muito bom!!! Só acho que a comida poderia ser mais quente, eu amoo comida muito quenteeeee, mas acho que é o estilo da casa também!!

Noss ta me dando até fome!!! Quero um Verde Perene do lado aqui de casa kkkk Aliás eles podiam começar a fazer entrega né?

Parabéns aos donos e toda a equipe do restaurante, pela criatividade explorada nesse restaurante, e pela execelência no atendimento, Vitória precisava dessa opção e os capixabas estão adorando!

Bom, agradeço a Larissa pela indicação, ela tem me dado uma grande força para esse trabalho que eu amooooo: ESCREVER!!!!! Escrever sobre meu Estado melhor ainda!!!! Aguardem as próximas indicações da Larissa, ela sabe de muitos lugares pouco divulgados e que são sucesso!


Acesso:
Escadaria Maria Hortiz 
Centro - Vitória-ES

Na Av. Jerônimo Monteiro sentido rodoviária
  

Contato:
TEL: (27) 3019-6069
http://verde-perene.blogspot.com/


Fonte: http://verde-perene.blogspot.com/

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Tapiocaria Raiz



Esse estabelicimento é referência de empreendedorismo em Vitória, a Tapioca (prato típico do nordeste á base de mandioca) é atração no bairro Jardim da penha:
(...) foi a possibilidade de fazer algo diferente que chamou a atenção de Felipe Fernandes, 23 anos, e de seu amigo Gilberto Casteluber. Há dois anos eles abriram a Raiz Brasil Tapiocaria. Tudo começou quando os dois cursavam a disciplina de Empreendedorismo, no curso de Economia da Ufes. Durante as aulas, os dois fizeram um plano de negócios para a tapiocaria e muita pesquisa. O sucesso da lanchonete é grande. Está sempre lotada de clientes. Gazeta online 2010.
São mais de 40 combinações de sabores, eles fazem entrega à domicílio também. E tem promoção se você optar por fazer seu pedido em casa: peça 04 tapiocas grandes e você ganha 01 grátis!!

No site esta sendo divulgado que os seguidores da tapiocaria no twitter, concorrem mensalmente R$50,00 em consumação.

Eu já fui:
Ta aí um lugar bacana... as tapiocas são uma delícia, o preço é acessível!! O atendimento é bom, háa... trabalhava um atendente lá, que tinha cabelo com cachinhos, que era uma simpatia, enquanto ele esperava as tapiocas saírem para servir, ele dançava as músicas!!!! kkk  

O local é bem limpo e dá para assistir o preparo das tapiocas, que é feito em uma espécie de balcão de  vidro. Ambiente e música agradável!
E o melhor.... essa rua é bem tranquila para estacionar, é coisa rara ver flanelinhas lá cobrando pelas vagas!


Acesso:
Rua Artur Czartorisky, nº 510
Esquina com a Comissãrio Octávio de Queiroz
Jardim da Penha
Vitória - ES

Contato:
27-3345-1559




Turkzoo


O turkzoo funciona como um restaurante durante o dia, e a noite transforma-se em um barzinho (com música ao vivo nas quintas e sábados), a maioria dos shows segue o estilo pop rock. Localizado próximo a algumas faculdades de Vitória, não atrai somente os jovens, sendo o público de idade diversa.

O ambiente é aberto com uma cobertura de telha colonial com decoração rústica, possui adega climatizada. e os pratos mais pedidos são: filé à parmegiana, costelinha de porco com tutu e filé de peixe com legumes. A casa também oferece pratos árabes.

O estabelecimento aceita reservas para eventos fechados, comporta 300 pessoas, possui estacionamento próprio.

Você paga um cover de aproximadamente R$15,00 nos dias de música ao vivo.


Eu já fui:
Era um dos meus locais preferidos para sair com os amigos, pois além do ambiente barzinho, havia um espaço reservado para pista de dança, e eu amooooo dançar! Mas os clientes aumentaram e a quantidade de mesas também, resultado: não tem mais espaço para dançar. Até dá para se mexer um pouco em pé próximo as mesas, mas não têm mais aquela liberdade de fazer "trenzinho" com a galera!! rs

A comida é gostosa, o atendimento é padrão.


Acesso:
Rua Dr. João Carlos de Souza, 742,
Santa Luiza
Vitória-ES


Contato: (27) 3314-5106


Fonte: Site oficial

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Falta uma livraria bacana!!!



Uma das coisas que ouço muito as pessoas dizerem que sentem falta:

Uma livraria legal!!!!

E o que é uma livraria legal?
Pois é... andei vendo algumas na internet, como exemplo a Palavraria Livros & Café http://palavraria.wordpress.com/ que fica em Porto Alegre. 

Livraria com cafeteria parece mesmo formar uma bela combinação: um lugar de leitura; lançamento de livros; exposição de obras de arte; bate-papo com os amigos; enfim um lugar gostoso para tomar um vinho, um cafezinho...ou seja um ótimo espaço cultural!  E aqui em Vitória não existe isso!!  :(

Lembrando que para frequentar esse tipo de ambiente você deve manusear os livros com cautela, colaborando com a preservação dos mesmos. Em algumas livrarias/cafeteria você pode levar seu próprio livro.

A livraria Saraiva esta implantando uma no Shopping Vitória:

"Ampla e confortável, a loja inaugura um novo conceito em livrarias no Estado. Dotada de rico acervo com títulos variados nas áreas de direito, romance, autoajuda, artes, religião, oferece, ainda, publicações importadas, de autores de renome mundial.
A loja traz também um acervo infantil com livros, CD’s e DVD’s, em espaço totalmente dedicado às crianças. Lançamentos literários e oficinas são atividades frequentes, na Saraiva que recepciona seus clientes em ambiente confortável com café e pufs". Folha Vitória 2010

Mas precisamos dessa opção pela cidade, para descentralizar o lazer do shopping. Empreendedores de plantão que quiserem saber como montar uma livraria:

De acordo com a Pesquisa da Acomp Consultoria e Treinamentoo, divulgada no Jornal do Comércio (2000); livraria com café é um dos exemplos de sucesso de loja dentro de loja. Esse modelo faz com que o cliente permaneça mais tempo na loja e fique mais à vontade! A pesquisa afirma também que o melhor formato de uma cafeteria é o cyber café (negócio conectado à Internet), uma vez que livros combinam com pesquisa.

Fica a sugestão!



quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Convento da Penha


Também chamado de "santuário do perdão", localizado no bairro mais antigo do município, o Convento é uma das mais belas e antigas construções do Brasil Colonial e testemunho de grandes acontecimentos históricos e milagrosos. É o mais antigo santuário mariano do país, localizado a 154 metros de altitude, foi construído sobre um rochedo em 1558, pelo frei Pedro Palácios. Do seu alto é possível avistar Vila Velha, Vitória e alguns municípios vizinhos.

Conta a história, que o convento foi erguido depois que a imagem da padroeira, trazida de Portugal a pedido do Irmão Frei Pedro Palácios, sumira e fora encontrada pelos índios no alto do rochedo. Como o fato se repetira, o frade franciscano Pedro Palácios resolveu construí-lo sobre a enorme rocha de difícil acesso.

Nossa Senhora da Penha é padroeira do Espírito Santo, por isso, em abril, se reúnem no convento fiéis de todo o país para celebrar a Festa da Penha.

É possível fazer a maior parte do percurso de carro, mas também existe uma trilha calçada com pedras rústicas margiada de resquícios originais da Mata Atlântica, com diversas espécies de plantas e animais silvestres. Esse caminho é conhecido como a Ladeira da Penitência ou a Ladeira das sete voltas, sua existência data da fundação do Convento, tendo já passado por ela personalidades importantes de cenário religioso e político do País, a exemplo do Imperador Dom Pedro II e sua comitiva em 1860. O seu calçamento de pedras é produto do trabalho dos escravos, que ocorreu pelo ano de 1.643, iniciativa do Frei Paulo de Santo Antônio, tendo sido entre 1774 e 1777 renovado e que perdura até os nossos dias. A subida pela Ladeira da Penitência resulta numa caminhada de 457 metros.



Na base do convento são encontradas lanchonetes, lojas de suvenires e transporte para subida e descida.

O Convento possui em seu acervo a tela de Nossa Senhora das Alegrias, trazida da Escola Ibérica do início do século XVI pelo Frei Pedro Palácios, é uma pintura a óleo de autor desconhecido, tida como a mais antiga existente em solo americano. Há também murais de Benedito Calixto.


No Convento existe um museu (taxa de entrada R$1.00), sala dos milagres (onde é depositado cartas, presentes, fotos que os fiéis enviaram para N. S da Penha), lojinha de artigos religiosos, onde você encontra água benta gratuita (se você não tiver recipiente pode adquirir uma garrafinha por R$1.00).

Assistam essa reportagem sobre o convento:

http://www.youtube.com/watch?v=9coAeOoatZo

As missas são transmitidas pela Rádio América ao vivo.

Horário das missas:
De 2a a 6a feira  06h; 07h; 08h; 09h30 e 15h
Sábado  06h; 07h30; 09h; 11h e 15h30
Domingo 05h; 07h; 09h; 11h, 14h e 16h 

Confissões:
Diariamente- das 08h às 11h e das 14h às 16h30

Museu e Sala dos Milagres:
Diariamente- das 08h 'as 16h45

Secretaria do Convento:
Diariamente -das 07h10 às 16h45


Eu já fui:
Um ótimo passeio espiritual, o acesso pela trilha é bastante íngrime, as crianças adoram esse caminho pelo fato da proximidade com a natureza e os bichinhos (pássaros, macaquinhos, borboletas...). Recomendo que as pessoas idosas subam de carro até o estacionamento (poucas vagas) ou utilizem as  vans que ficam logo no início da subida pelo valor R$2,50.

Lembrando que em dias de Festa não é permitida a subida de veículos.

A vista lá do Convento é encantadora, o mar azul os prédios, a 3ª Ponte ligando Vitória a Vila Velha, até a fábrica chocolates garoto dá para ver de lá. Os amantes da fotografia irão adorar!!

A estrada por onde passa os carros até o mês passado estava bem tumultuada devido à obras de melhorias na mesma. Um outro problema é que logo no início da subida que dá acesso ao Convento, muitas pessoas adoentadas, aleijadas... se aglomeram para pedir esmola aos devotos.

Acesso:
Rua Vasco Coutinho, s/n 
Centro - Prainha
Vila Velha / ES

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Horto Mercado

Fonte da figura: www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=647393



A proposta é oferecer aos capixabas e aos turistas um pouco do que o Espírito Santo tem de melhor. Na Tradição da Terra é possível comprar doces artesanais, bolos, biscoitos, licores, queijos, salaminhos, pamomonha e o tradicional vinho de jabuticaba.


À noite, o local se transforma em um convidativo bistrot, onde os clientes podem degustar parte dos tira-gostos, como jiló e alho na conserva, tábua de frios, conserva de pimentao com torrada, além de um delicioso escondidinho de carne de sol. A maior parte das bebidas oferecidas também é produzida no Espírito Santo. Esse é o caso dos refrigerantes e da água.


Por lá, os clientes encontrarão também peças de artesanato tipicamente capixaba, como casacas, panela de barro, peças com conchas e lindos presentes. Futuramente, o local também servirá de espaço para exposições e lançamentos do trabalho de artistas capixabas.
Saibam mais no site do Horto Mercado: http://www.hortovitoria.com.br/


Eu já fui:
Funciona durante o dia também, mas eu fui à noite, realmente é um ambiente bem gostoso, tranquilo, achei o atendimento bom e o local oferece estacionamento seguro para os clientes. Enquanto meus amigos estavam no barzinho, dei um "pulinho pelas lojas" que ficam abertas à noite, encontrei a casa do cervejeiro:

Oferece as principais marcas mundiais da bebida e também as cervejas artesanais, comprei uma preta e uma com essência de chocolate para tomar com meu pai, ele adorou! O dono da loja é um cervejeiro (ele mesmo fabrica várias cervejas de lá), foi ele quem me atendeu, super simpático, ele também oferece cursos de degustação e harmonização.


Acesso:
Rua Licinio dos Santos Conte, 51 - Enseada do Suá.
Horário de funcionamento: diariamente, das 8 às 23h.


Contato:
Tel.:(27) 3315-9604.


Fonte: http://www.hortovitoria.com.br/

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Rua da Lama





Uma das ruas mais agitadas nas noites de Vitória, localizada no bairro de Jardim da Penha. Essa rua fica bem próximo a UFES e por isso é ponto de encontro do público jovem. Na rua você encontra diversos bares e lanchonetes. E tem animação de segunda à segunda!

Tem esse nome, pois antes de receber calçamento, quando chovia a rua se tornava um "mar de lama" rs.

Confira nesse vídeo a história da Rua da Lama: 
http://vimeo.com/20388665 


Eu já fui:

A rua é o point preferido de muita gente que quer um lugar animado, onde seja possível conversar com a galera! Como o ambiente é aberto o som não fica tão alto! O lugar também é legal para fazer novos amigos!

Alguns bares possuem pratos famosos como o Kieber (Bar abertura) ou a coxinha (Bar Cochicho).





Acesso:
Av. Anísio Fernandes Coelho em Jardim da Penha, próxima a Universidade Federal do Espírito Santo.
Obs: Não existe nenhuma sinalização com o nome "Rua da Lama", mas use como referência Ufes e o bairro Jardim da Penha.

Triângulo das Bermudas

Fonte da figura: www.vaztourlm.com.br/nacional.asp?id=34

Localizado na Praia do Canto o Triângulo das Bermudas compreende o trecho entre as ruas Joaquim Lírio e João da Cruz, no bairro Praia do Canto. Recebeu este nome há mais de 20 anos dos boêmios da cidade, que se perdiam entre os bares e restaurantes do local.


São mais de 15 estabelecimentos, onde se concentra todo o tipo de público e de todas as idades. A movimentação acontece principalmente, nas noites de sexta e sábado, muitos frequentam esse local para fazer um "aquecimento" com os amigos antes de seguirem para outros programas, como boates. Aliás, ali próximo localiza-se uma das boates da cidade.


Eu já fui:

Bom, se você for de carro vá cedo para conseguir estacionar, infelizmente assim como na rua da Lama, os flanelinhas também dominam esta região.

O triângulo fica bem próximo de muitas opções noturnas, como a boate Casa Clube, o Ilha acústico, Teacher's Pub entre outros.

No geral é uma boa opção, pois lá existem muitas opções de bares, com música, sem música, enfim... para todo público.


Localização:
Ruas João da Cruz e Joaquim Lírio
Praia do Canto
Vitória-es




domingo, 7 de novembro de 2010

Planetário de Vitória

Fonte da foto: http://www.searadaciencia.ufc.br/astronomia/planetarios/planetarios_brasil.htm


Inaugurado em 1995, o Planetário de Vitória funciona na Universidade Federal do Espírito Santo, no campus de Goiabeiras por meio de um convênio entre a Prefeitura de Vitória e a Ufes. O local recebe cerca de 30 mil visitantes por ano, um público formado, em sua maioria, por alunos de escolas públicas e privadas do ensino fundamental e médio de todo o Estado.


Para atender a esses visitantes a programação é variada e busca seguir as recomendações de estudo para cada ano/série escolar com conteúdos das sessões elaboradas especificamente para cada faixa etária. As escolas podem agendar visitas e as sessões podem ocorrer às quartas, sextas-feiras e sábados. Para o público em geral as visitas podem ser feitas às sextas-feiras, às 19 horas, aos sábados e feriados, às 15h, 16h, 17h e 18 horas.


Eu já fui:

O atendimento é excelente, é realizada uma simulação bem interessante da visão noturna do céu, com explicação sobre os astros e as estrelas. Recomendo!!!
Ótimo programa para crianças, namorados, família.. enfim todo tipo de público! Vá em noites não nubladas para aproveitar também o Observatório. Saiba mais sobre o planetário assistindo essa reportagem:
http://www.youtube.com/watch?v=WFfvEcrzJLg

Acesso:


Fica dentro do Campos da Ufes (Goiabeiras), é fácil achar; fica logo depois do Centro de Ciências Jurídicas e econômicas, próximo da lagoa!


Contato:
Telefone:+55 (27) 4009-2489
Email: planetariodevitoria@gmail.com
          planetraio@planetario.ufes.br

Fonte: http://portal.ufes.br/node/130

Igreja Reis Magos



Foto: Arquivo pessoal Érika Mezabarba Riva


Localizada em Nova Almeida, a Igreja e Residência Reis Magos situa-se em região estratégica, a 40 metros acima do nível do mar, de onde se pode ver todo o entorno. A construção da primeira capela teve início com o Padre Braz Lourenço, junto aos índios Tupiniquins locais, sendo inaugurada no dia 06 de janeiro de 1557. Era pequena e feita de palha. Em 1615 a Igreja e Residência Reis Magos foi inaugurada.

É um dos melhores exemplos da arquitetura jesuítica no Brasil. A Igreja e Residência dos Reis Magos constitui um dos principais exemplares do patrimônio arquitetônico jesuíta brasileiro, por ser uma das edificações que menos interferências sofreram nos séculos que se seguiram à sua construção.

A igreja ostenta, no altar, um retábulo entalhado em madeira de grande valor artístico. O altar da Igreja, construído em 1701, apresenta retábulo entalhado em madeira e, no centro uma obra do pintor frei Belchior Paulo, retratando a adoração dos Reis Magos. O quadro é considerando uma das primeiras pinturas a óleo o Brasil, já que a pintura jesuítica, no Brasil, se inicia em 1587, com a chegada do frei Belchior Paulo.


O conjunto “Reis Magos”, Igreja e Residência, conta com as paredes construídas com pedra de recifes com argamassa de barro, areia, cal de conchas (ostras) e óleo de baleia, que sustentam as estruturas de madeira dos pisos e telhados da cobertura em telhas de barro.

A igreja recebeu visitas ilustres do desembargador Luiz Tomás de Navarro, em 1808; do príncipe Maxmiliano de Wilde-Neiwide e o naturalista Auguste de Saint-Hilare, em 1818; do geógrafo Charles Frederik Hart e do pintor françês François Biard, 1858; de D. Pedro II, em 1860, e do bispo D. Pedro Maria de Lacerda.

A igreja foi tombada como patrimônio histórico em 21 de setembro de 1943, pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Históricoe Artístico Nacional). Passou por cinco restaurações, sendo a última a mais significativa, realizada em 2001 e finalizada em 2003, quando teve suas instalações inteiramente recuperadas e seus espaços reorganizados da seguinte forma:

Andar térreo:

  • Antiga Sacristia - Possui um móvel antigo;
  • Nova Sacristia - Para uso exclusivo do Pároco (acesso restrito);
  • Cela - Vitrines com fragmentos de objetos encontrados nas escavações arqueológicas;
  • Reserva Técnica (uso restrito) sala de uso do IPHAN para armazenagem de equipamentos, material de escavações, ferramentas, entre outros;
  • Sala Multi-uso (acesso restrito);
  • Sala para uso da Comunidade Católica;
  • Banheiros

Andar Superior:

  • Auditório - com acomodação para 42 pessoas e 06 lugares no praticável (tablado);
  • Copa - (acesso restrito);
  • Acervo Regional - possui pequeno acervo de objetos doados pela comunidade (panelas de ferro, roda de moinho, etc.),
    Obs. Objetos não catalogados - sala não disponível para visitação;
  • Galeria de arte - 02 salas para exposições temporárias;
  • Sala de construção - exposição de telhas originais do Monumento que ressaltam as características do modo de produção dos artesãos (índios e negros).
  • Sala de reunião;
  • Sala da Administração (acesso restrito);
  • Subida para torre sineira;
  • Coro - não é aberto para visitação pública


Foto: Arquivo pessoal Érika Mezabarba


Eu já fui:

Achei bacana o local, fácil acesso, não me recordo se é bem sinalizado. As pessoas que nos recebem são muito atenciosas e educadas e dão uma aula de história sobre nosso Estado!


Acesso:

35 km de Vitória

Rua Reis Magos, s/n. Nova Almeida

Serra-ES


Contato:

(27) 3253-1842

Fontes:

http://www.novaalmeida.com/na_igreja.php
História da Serra, Clério Borges(http://www.clerioborges.com.br/)
Prefeitura da Serra (www.serra.es.gov.br)

http://www.serra.es.gov.br/portal_pms/site.do?evento=x&lang=&idConteudo=6495&chPlc=6495&pg=5001&taxp=0&lang=pt_BR