quinta-feira, 9 de junho de 2011

Restaurante Giratório em Vitória!!!

 Que chique!!! Vitória terá o primeiro restaurante giratório do ES:




















Fonte da imagem: http://www.mca.eng.br/?x=projetos_aberto&codItem=150

O primeiro restaurante giratório do Estado, que será erguido no topo do edifício da Findes, em Santa Luiza, tem assinatura do arquiteto Fernando Marroquim, discípulo de Niemeyer.

O imponente empreendimento se chamará Ristorante Luigi Pacheco, em homenagem ao industrial e gourmet Luiz Pacheco. Terá capacidade para mais de 100 pessoas sentadas, com vista para o Convento da Penha, baía de Vitória, praia de Camburi, Mestre Álvaro etc e tal.

Funcionará assim: giro completo de 360 graus no tempo de uma hora, em média. Haverá uma licitação entre os principais chefs da gastronomia do Estado para gerir e operar o restaurante, que terá como especialidade a cozinha capixaba.

A primeira estrutura metálica já começou a ser montada e a inauguração está prevista para julho, quando o presidente da Findes, Lucas Izoton, encerrará seu mandato com chave de ouro.

Assim vai ficar o restaurante giratório que está sendo construído no prédio da Findes, em Santa Luiza.



Fonte: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1313473



A Reta da Penha, em breve terá mais um ponto atrativo para a população. Serão inaugurados no prédio da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) um Centro Cultural e o primeiro restaurante giratório do Espírito Santo. A previsão é de que os dois empreendimentos, que funcionarão na cobertura do edifício da Findes, sejam entregues até o final deste ano.

Lucas Izoton, presidentes da Findes, afirmou, em entrevista Rádio CBN Vitória (93,5 FM), que trata-se uma homenagem aos setores e trabalhadores em indústrias capixabas. "Esse é um grande monumento, uma obra de arte e é uma homenagem a nossa siderurgia, à nossa mineração e aos trabalhadores do setor industrial no Estado". Apesar da grandiosidade das obras, "o Centro Cultural e o restaurante serão abertos à população", completa o presidente  já evitando a ideia de que os dois pontos seriam de acesso exclusivo dos integrantes da Findes.


Segundo Izoton, será mais um espaço cultural com um restaurante com giro de 360º em um tempo de uma hora, onde o público poderá ver toda a paisagem de Vitória em um espaço confortável. "Centros culturais existem no mundo inteiro e todos têm um restaurante. Mas esse será no formato de uma nave espacial. Nosso restaurante giratório será como os mais modernos do mundo", orgulha-se.

"O restaurante terá espaço para 80 pessoas sentadas. Uma volta completa demora uma hora e é muito devagar. Você nem percebe que está girando. Você está olhando para uma paisagem, conversa com alguém e quando você olha de novo já estará vendo outra paisagem", destaca o presidente ressaltando também que um dos objetivos do restaurante é estimular o uso de produtos capixabas "para que o público possa conhecer mais da nossa cultura, é um estímulo à gastronomia capixaba".

O presidente pontuou que assim como o estado tem monumentos com o "Convento da Penha, a Terceira Ponte e a Ponte da Passagem, esse será também um grande monumento e um ponto turístico do nosso Espírito Santo". Segundo Lucas Izoton, o prazo inicial para a inauguração é outubro deste ano. O valor da obra é de mais de R$ 8 milhões e serão usados cerca de 240 mil kg de estrutura metálica
Fonte: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/06/a_gazeta/minuto_a_minuto/874293-restaurante-giratorio-de-vitoria-ficara-pronto-em-outubro.html

2 comentários:

  1. tenho orgulho desta terra parabéns a todos por este empreendimento maravilhoso.

    ResponderExcluir
  2. A ultima previsão era que fosse inaugurado dia 30/09/13,a parada mas todos veem que obra esta parada e porque?
    Testes mostram ao girar a estrutura faz o prédio vibrar muito (ressonância)
    Originalmente o prédio da FINDES era um edifício garagem que foi remodelado para ser um prédio de escritórios e a agora adaptado novamente para ter uma estrutura metálica pesadíssima. Ou seja custo da obra foi muito maior que orçamento para uma nova readaptação. E onde de onde vem o dinheiro?
    FINDES tira verba do SESI e SENAI, para financiar a obra, gravíssimo. Cadê o TCU.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo contato!