quarta-feira, 12 de outubro de 2011

33ª Festa da Polenta - Venda Nova do Imigrante ES

Um pouco da história da Festa da Polenta
A ideia foi de padre Cleto Caliman. Nos dias 7, 8 e 9 de setembro de 1979 aconteceu a primeira festa numa estrutura improvisada no pátio do Colégio Salesiano (hoje Fioravante Caliman). Um público de cerca de 150 pessoas, formado pelas famílias de Venda Nova, degustou a polenta e outros pratos típicos.

De acordo com o relato de um grupo das cozinheiras pioneiras, as irmãs Haydee e Carmem Feitosa prepararam em casa o capelete para 200 pessoas. Os outros pratos foram preparados em um fogão improvisado e servidos no almoço: galinha, batata, arroz, e, é claro, polenta. Na verdade, o encontro mais pareceu uma prévia do que se tornaria, ao longo dos anos, a Festa da Polenta.

A primeira Festa da Polenta de fato aconteceu no Colégio Salesiano, quando foi realizada a primeira missa da Festa com a participação do Coral Santa Cecília. Dona Erlinda Falqueto Caliman, com sua experiência de cozinhar para uma grande família, ficou durante cinco anos à frente da cozinha, junto com Alcino Falqueto, Rafael Zandonade, Angelina Brioschi, Aniceta, Lúcia, Enedina, Cacilda Caliman e outras.

A cozinha era precária. O fogão era um amontoado de quatro pedras, com a chapa que Erlinda levava de sua própria casa, e a cobertura da cozinha era de lona, o que a tornava um verdadeiro forno.
A partir da sexta festa, Rafael Zandonade ficou durante três anos à frente. Ele substituiu o arroz do prato pelo macarrão. Depois Dona Cacilda Caliman Lorenção enfrentou o comando dos fogões durante mais três anos, seguida de Idalete Falqueto (e o esposo), que até hoje estão na equipe. A equipe da cozinha, hoje com cerca de 150 voluntários, tem três coordenadores (um para cada dia de festa) e um geral.

As atrações das primeiras festas se limitavam às apresentações do Coral Santa Cecília, ainda em atividade. Como a comunidade sempre foi muito religiosa, uma missa sempre fazia parte da programação.

A Festa da Polenta seguiu durante muitos anos no pátio do Colégio Salesiano e, com o aumento do público, veio a necessidade do crescimento estrutural e organizacional. Em 1991, o evento ganha personalidade jurídica. Em 1995, construído pela Municipalidade, o Centro de eventos Padre Cleto Caliman passa a abrigar a Festa da Polenta e os demais eventos da cidade.

A Festa da Polenta é organizada e executada por cerca de 1.000 voluntários distribuídos em dezenas de equipes. De cunho filantrópico, após o evento, realiza-se uma assembleia. Neste dia, diante dos associados, a diretoria presta contas e submete o evento a uma avaliação, quando é definida a distribuição dos recursos arrecadados paras as entidades filantrópicas da saúde, assistência, segurança, educação e cultura.



Associação Festa da Polenta - Afepol
De dois em dois anos, os associados da Afepol elegem uma diretoria. Esta diretoria é responsável pelas principais decisões e organização das equipes, por meio de seus coordenadores. As assembleias gerais são anuais, logo depois do evento, quando a diretoria presta contas e submete o evento a uma avaliação. Na ocasião, é definida a distribuição dos recursos arrecadados paras as entidades filantrópicas da saúde, assistência, segurança, educação e cultura.

O presidente e o vice são eleitos pela assembleia de dois em dois anos. Eles convocam voluntários para integrar a diretoria nas funções de secretário, diretores e vice-diretores.

Objetivo: Cultura, Voluntariado e Filantropia 

O objetivo da Festa da Polenta é resgatar e manter viva a cultura do imigrante italiano que colonizou Venda Nova há mais de 100 anos. Ao festejar o alimento que até hoje faz parte da vida das famílias dos descendentes, enaltecemos a música, as danças, as vestes e outros aspetos. Também colocamos diante dos olhos da atual geração e dos visitantes todos os costumes de uma época muito difícil e que deixou muitos ensinamentos.Um dos ensinamentos foi a união e o voluntariado. A família que terminava primeiro o seu serviço na lavoura ajudava a outra e tudo terminava numa grande festa. Assim verdadeiros mutirões tornavam mais leve a árdua luta do dia-a-dia. A força do voluntariado ergueu importantes obras comunitárias e transformou a história do lugar.

Grande parte dos recursos gerados pelos voluntários, que se mobilizam para fazer a Festa da Polenta acontecer, é distribuído entre importantes entidades beneficentes de Venda Nova: Hospital, Apae, Casa da Cultura, Coral Santa Cecília e outros. Uma parcela serve de fundos para a Afepol promover projetos culturais durante o ano e servir de suporte para impulsionar a próxima Festa da Polenta.

Como acontece a Festa da Polenta
O trabalho de preparação da Festa é um ciclo, envolvendo os colaboradores durante todo o ano. Por isso é difícil definir seu início e fim. Assim que termina uma edição todos os voluntários são convocados para uma assembleia. A pauta é a avaliação dos resultados, definição da distribuição dos lucros entre as instituições e determinação de um fundo de reserva. Nessa mesma reunião, são eleitos o presidente e o vice, que formam a diretoria que fica no comando do biênio.

A equipe central começa a se reunir a partir de março, quando são discutidas as diretrizes da Festa da Polenta. Em maio e junho, volta a se reunir com cada chefe de equipe para verificar as falhas da festa anterior e discutir alternativas, desencadeando assim todo o processo de realização do evento. A diretoria cultural começa a fazer contatos com os conjuntos para definir as atrações importadas de outras cidades e estados. Na ocasião, são abertas as inscrições para as candidatas à eleição da Rainha da Festa da Polenta.

Com a programação pronta, no mínimo três meses antes da Festa, a equipe de divulgação se encarrega de distribuir os cartazes e convites para diferentes regiões do Estado e do país. Concorrências são realizadas para definir os principais fornecedores, como cerveja, refrigerante, macarrão, queijos, carnes, vinhos, etc. Um mês antes da festa, a equipe de infraestrutura começa a definir o material para a montagem dos palcos, coberturas, barracas e outros.

Nas semana da festa, o barulho é total. Um corre-corre acontece no Centro de Eventos. A cozinha recebendo os mantimentos, macarrão, queijos, carne de galinha, linguiça... o bar, organizados as cervejas, refrigerantes, gelo. A equipe financeira, montando os caixas e preparando sua estrutura com computadores, máquinas de calcular e outros.

E a festa acontece...

Fonte: http://www.festadapolenta.com.br/v2/index.php


Eu já fui:

Estava ansiosa para conferir a Festa da Polenta, pois só conhecia  a "fama"!!!
Chegando na cidade existe um grande letreiro sob a rodovia, a foto está um pouco escura (tirei na volta):

                                                              Foto: Érika Mezabarba

Chegamos em Venda Nova no sábado pela manhã, aproximadamente umas 10h, conhecemos um pouco da cidade... claro que escrevi sobre Venda Nova, mas em outro post:

http://capixabaquersairdecasa.blogspot.com/2011/10/venda-nova-es.html

Assim que chegamos já era possível notar o clima de festa, pois acontecia o Desfile do Queijo Gigante, desfilava pela cidade também a rainha da Festa da Polenta (juntamente com a 1ª e 2ª Princesa); um carro engraçado (movido a pedais que levava um barril de shop)... entre outros!

 
Desfile do queijo gigante
Foto: Érika Mezabarba


 
Desfile do queijo gigante
                                                                                  Foto: Érika Mezabarba 

                                                                                 Desfile do queijo gigante                                                                
                                                                                  Foto: Érika Mezabarba
 
Uma pena que eles passam muuuuito rápido, "mais parecia uma corrida que um desfile"! Foi engraçado... para eu tirar essas fotos dei uma volta completa por toda a cidade correndo atrás do cortejo!!! kkkkkk Imaginem a cena!!! kkkk

As minhas amigas conseguiram tirar foto com a polentinha, eu nem tive tempo para isso rsrs, essa polentinha era a "estrela da festa", disputadíssiiiiima e ela também estava se desmanchando para acompanhar a corrida e tirar foto com os fãs, tadinhaaaa!!!

                                                                Desfile do queijo gigante   
                                                                                      Foto: Érika Mezabarba

A corrida deu fome, vamos almoçar? Fomos para o Centro de Eventos onde acontece a Festa. O Centro de Eventos é amplo, bem estruturado, equipado com vários palcos, lixeiras, banheiros limpos e vários stands com opções de comidas típicas, produtos caseiros, artesanatos...

                                                                                       Centro de Eventos
                                                                                       Foto: Érika Mezabarba

                                                                Centro de Eventos
                                                                                      Foto: Larissa Comério


                                                                                    Centro de Eventos
                                                                                    Foto: Érika Mezabarba

Pagamos R$10,00 pela entrada (esse valor é só para entrada), lá dentro você paga o que consome, o prato típico por exemplo custava R$10,00. Mas existem outras opções como porções individuais à base de polenta, macarrão, etc... Além de vinho, shop, doce caseiro, chocolate etc..

   Prato típico
     Foto: Érika Mezabarba 

                                                                  Polenta frita
                                                                                  Foto: Érika Mezabarba 

Enquanto almoçamos ouvimos musiquinha ao vivo, durante a sobremesa apreciamos apresentações de danças com o grupo: Flores da 3ª idade.

  Foto: Érika Mezabarba 

                                                            Foto: Érika Mezabarba

E enquanto a gente se diverte muita gente trabalha firme! É o caso dessas duas jovens:

                                                            Foto: Érika Mezabarba 

elas são voluntárias da Festa da Polenta e sabem a importância desse trabalho para as Entidades que recebem recursos do Evento. Parabéns à vocês e demais voluntários por essa linda doação! Isso faz com que a Festa da Polenta seja tão especial.
Nota-se no sorriso de cada voluntário a alegria em fazer parte desse momento, a disposição deles, o carinho com que trabalham! Não é uma festa comercial é uma festa que além do objetivo cultural têm como finalidade ajudar ao próximo!

                                                                Foto: Érika Mezabarba

                                                                                     Foto: Érika Mezabarba

O tombo da polenta... eu não sei explicar e não imagino o que aconteceu, mas o horário divulgado para o tombo na programação era 14h, depois que muitas pessoas (inclusive eu) estávamos posicionadas em local estratégico para fazer "a foto", notamos uma plaquinha com os horários que informava 15h.
Então imagino que por algum motivo o tombo sofreu alterações rs. Por isso próximo as 15h retornei... estava lá novamente, dessa vez em um local não tãaaao estratégico, mas estava lá!!!!
Eis que surge um mágico na frente da panela e começa a fazer uns números, parecia que ele falava para nós (pessoas ansiosas pelo tombo da polenta), mas como ele não tinha microfone e estava no mesmo nível que nós (pessoas ansiosas pelo tombo da polenta), pouca mágica deu para ouvir, ver ou entender rsrsr, sei que vi umas argolas e até pombo teve! Inclusive sugiro que na 34ª festa esse mágico use um microfone e suba em um banquinho kkkkkkk haaa e que solte a pomba prestes ao momento da virada do tacho!!!! Ia ficar legal!!!!!

                                                                 Foto: Érika Mezabarba

Sai o mágico.... entra a rainha e as princesas da festa, milhares de flash, de fotos... o caldeirão começa subir, a multidão começa a gritar... todo mundo emocionado inclusive eu! Nunca imaginei que ver um caldeirão gigante de polenta virando, seria tão emocionante na minha vida, sério mesmo!!!

Foto: Érika Mezabarba


Quero voltar lá com a família, minha mãe com certeza vai chorar rs. E ano que vem quero comer a rapa da polenta, porque rapa de polenta é uma delíiiicia, imagina essa gigante? Mas dizem que é super disputado, eu saí para ver o corte do queijo gigante e não vi a disputa!
                                                                                   Foto: Érika Mezabarba
Aliás... o queijo gigante também poderia ficar em um local de maior destaque na Festa (com mais elevação) para facilitar a visão do público! Quase virei polenta me espremendo para ver o tombo da polenta e depois o corte do queijo!


                                                               Corte do queijo gigante
                                                                                   Foto: Érika Mezabarba

                                                             Corte do queijo gigante
                                                                                  Foto: Érika Mezabarba

Gente.. e as criancinhas? Noss... vestidas à caráter, eu não poderia deixar de falar delas, lindaaaasss, as roupas pareciam delas, caíam tão bem, tão natural! Adorei as criancinhas; adorei a polenta; adorei o trabalho dos voluntários; me emocionei com o tombo (snif, snif), gostei de tuuuudo!!!

 
Foto: Érika Mezabarba
 

 
Foto: Érika Mezabarba
 

                                                                Foto: Érika Mezabarba

Deixo meus parabéns especial aos voluntários!
E toda a população de Venda Nova por essa lindaaa festa!

                                                                Foto: Larissa Comério

Um beijo para as amigas que me acompanharam no passeio: Larissa e Érika (xará).
Um beijo para os primos que moram na cidade: Elaine, Du e Arthuzinho!!!

2 comentários:

  1. Amiga ta de Parabéns .. =)
    A cobertura ficou ótima.

    Ano que vem se tudo der certo estarei la com vocês.

    =*

    ResponderExcluir
  2. Tava aqui pensando ..
    Cara eu teria me MATADO de tanto "comer" nesse lugar ... neh ?!

    E a bagunça ?! kkkkkkk

    =*

    ResponderExcluir

Obrigada pelo contato!