quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Táxi acessível vai completar dois meses e já conquistou a aprovação dos usuários

Elizabeth Nader
Paulo Oliveira, Taxista Acessível ajudando cadeirante entrar em táxi acessível
O taxista Paulo César Oliveira da Silva obteve bons resultados

Implantados há quase dois meses, os táxis acessíveis fazem toda a diferença na locomoção dos usuários de cadeira de roda. A demanda superou as expectativas e os taxistas que apostaram no investimento estão satisfeitos.
O taxista Paulo César Oliveira da Silva fala dos bons resultados que obteve. "Quando comecei, os colegas de praça diziam que eu transportaria um cadeirante por mês. Na verdade, eu transporto de três a quatro por dia e estou muito satisfeito", conta.
Para o secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana, Domingos Sávio Gava, o resultado é muito gratificante. "Foram meses de trabalho e empenho da equipe. Continuaremos monitorando a demanda e, se for necessário, incluiremos mais táxis acessíveis na frota", diz.
Para os usuários o novo serviço significou liberdade. O taxista Paulo conta que um usuário solicitou o serviço e pediu que ele circulasse pela cidade, porque há anos ele não fazia isso. "São pessoas que precisam de atenção e eu sempre procuro atender da melhor forma possível", diz
A usuária do serviço Ana Marízia Perini Santos também está muito satisfeita com o serviço, que passou a utilizar quando a mãe, idosa, realizou uma cirurgia e precisou se locomover com cadeira de roda.
"O serviço está aprovadíssimo. O preço é o mesmo do táxi comum, o atendimento é ótimo e o conforto é muito maior. Nos veículos comuns, o cadeirante tem que ser retirado da cadeira de rodas no colo e colocado dentro do carro sob risco de sofrer lesões", diz ela.
O serviço entrou em operação no dia 9 de agosto deste ano e a frota atual conta com nove táxis. Os carros são adaptados para o transporte de cadeira de rodas e os taxistas são capacitados para o atendimento.
O serviço atende, prioritariamente, pessoas com mobilidade reduzida (pessoas com deficiência, idosos, obesos, entre outros) que utilizam sua própria cadeira de rodas, mas não é exclusivo para esse tipo de público podendo atender ao chamado de qualquer pessoa, se estiver livre.
Os táxis acessíveis tem ponto livre e o valor da tarifa não sofre alteração. O serviço pode ser acionado pelos telefones:
Permissão Telefone
0462 9265-7081
0463 9791-0505
0464 9844-6050
0465 9881-6569
0466 8874-9239
0467 9852-8844
0468 9828-7044
0469 3043-0732
0470 7813-9917


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo contato!