segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Patrimônio imaterial preservado: Prefeitura entrega novo Galpão das Paneleiras

Marcos Salles
Prefeito João Coser inaugura o galpão das paneleiras
A comunidade de Goiabeiras e suas artesãs receberam da Prefeitura de Vitória o novo Galpão das Paneleiras

Marcos Salles
Prefeito João Coser inaugura o galpão das paneleiras
As paneleiras receberam também o título de Indicação Geográfica (IG), reconhecido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI)


Uma noite de festa e confraternização. A comunidade de Goiabeiras e suas artesãs receberam da Prefeitura de Vitória o novo Galpão das Paneleiras. O fazer secular da panela de barro, patrimônio histórico imaterial do país, ganha um espaço privilegiado, que dignifica o trabalho de diversas famílias e propicia qualidade no atendimento a turistas e compradores do artesanato.

Na solenidade de inauguração, estavam presentes o vice-governador do Estado, Givaldo Vieira, o prefeito João Coser, acompanhado de sua equipe de secretariado, e mais diversas autoridades. Representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e da Caixa Econômica Federal também estiveram presentes.

A superintendente estadual do Iphan, Diva Maria Figueiredo, fez questão de esclarecer a todos que a modernidade do galpão entregue às paneleiras, com 32 cabines, todas com bancada, armário e prateleiras individuais num espaço arejado e bem iluminado naturalmente, em nada interfere ou prejudica o trabalho feito por elas.

Afinal, o que está registrado no Livro do Conhecimento – Ofício Paneleiras como parte do Patrimônio Cultural do Brasil é o fazer artesanal da panela de barro, que remonta há mais de 400 anos e é uma herança indígena.

As paneleiras receberam também o título de Indicação Geográfica (IG), reconhecido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). É o primeiro projeto de identificação geográfica entregue no Espírito Santo. E as paneleiras foram agraciadas com esse título porque o trabalho que desenvolvem tem raízes na localidade, o produto tem utilidade, arte e cultura.

Marcos Salles
Prefeito João Coser inaugura o galpão das paneleiras
O prefeito João Coser destacou, durante a visita, a importância de valorizar as paneleiras enquanto detentoras de um saber, um fazer artístico

Marcos Salles
Prefeito João Coser inaugura o galpão das paneleiras
O galpão entregue às paneleiras conta com 32 cabines, todas com bancada, armário e prateleiras individuais num espaço arejado e bem iluminado

Compromisso com a tradição

O secretário municipal de Cultura, Alcione Pinheiro, enalteceu a entrega de uma obra que, segundo ele, dignifica ainda mais a cultura popular da cidade. “Cuidar de nossas tradições tem sido uma de nossas metas. E quero lembrar a todos que, hoje, somos aqui peças de uma história que vem sendo construída há séculos. Entregar esse novo galpão é um privilégio para nós, uma realização de um sonho para essas pessoas de extraordinário valor e toda a comunidade de Goiabeiras”.

A presidente da Associação das Paneleiras de Goiabeiras (AGP), Berenícia Correia do Nascimento, agradeceu, emocionada, ao empenho de todos os envolvidos para que aquele espaço fosse construído e entregue a elas. “Estamos vivendo um novo momento a partir dessa conquista, com esse galpão tão bonito que está sendo entregue a nós. É uma felicidade muito grande”, ressaltou.

O vice-governador do Estado, Givaldo Vieira, destacou o significado de entregar o novo galpão das paneleiras para a cidade. “Estando aqui, eu sinto a alegria do povo de Vitória e da comunidade ao receber essa obra, fruto do protagonismo do prefeito João Coser. Um espaço que oferece melhores condições de trabalho às paneleiras e se preocupa também com o atendimento ao turista e demais pessoas que vêm até aqui em busca da panela de barro”, destacou.

Em sua fala, o prefeito João Coser fez questão de frisar que os méritos da obra do novo galpão eram muito mais da comunidade. “Devolvendo à cidade o direito ao debate por meio das conversas, do orçamento participativo, foram vocês quem escolheram como prioridade este galpão. Hoje, nós estamos aqui dando um retorno a vocês, aos impostos que vocês pagam com este serviço”.

O prefeito falou ainda sobre a importância de valorizar as paneleiras enquanto detentoras de um saber, um fazer artístico, e mantenedoras de uma das maiores tradições da cultura capixaba. “Vocês são nosso orgulho e orgulho nacional”, disse.

Marcos Salles
Prefeito João Coser discursando na inauguração do galpão das paneleiras
Em sua fala, o prefeito João Coser fez questão de frisar que os méritos da obra do novo galpão eram da comunidade

Vitor Nogueira
Paneleira
O fazer artesanal da panela de barro remonta há mais de 400 anos e é uma herança indígena

Com edição de Deyvison Longui





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo contato!