quarta-feira, 27 de abril de 2011

Barr Acústico Music Bar


O BarrAcústico Music Bar abriu ao público no dia 13 de dezembro de 2002 e marca definitivamente esse encantado balneário que é berço das bandas de congo, reduto de boêmios e da turma “antenada” que já elegeu esse pedacinho de Vila Velha – que tem ares de vila do interior só que a beira-mar – como seu ponto de encontro.
Bar e casa de shows tudo em um mesmo local para poder agradar aos mais exigentes admiradores da música e dos artistas nacionais e também capixabas – e não é justamente na Barra que surgiram os atuais expoentes musicais do Estado?
A K Produções, capitaneada pelo já conhecido Kaedy Azevedo, se esmerou em deixar o BarrAcústico com a cara da Barra do Jucu. A casa é toda em estilo rústico, construída em madeira e vidro, com decoração feita de conchinhas e entalhes na madeira feitos por um artista local. Isso sem contar a praia e a vegetação de restinga que servem de atrativos coadjuvantes, já que a casa é localizada a beira-mar e de frente para o Morro da Concha.
A casa também conta com uma choperia, o Barra Chopp, um novo point anexo ao BarrAcústico, também de frente para o mar, que funciona como bar, local de "concentração" para os dias de shows.     Fonte: Site Barra

Eu já fui:
Bom... para quem mora em Vitória só é possível ir para o Barra de carro (aproximadamente uns 30min. com trânsito bom), pois táxi ficaria uma fortuna, totalmente inviável! Eu acho até que se eles disponibilizassem nos finais de semana uma van com preço acessível em algum ponto de Vitória; iria ser uma alternativa bem bacana para a moçada ir e vir!

A localização é na Barra do Jucu (próximo a rodovia do sol), caminho de Guarapari. A orla é bem legal, muitos bares e restaurantes com decoração rústica (bem convidativos). Qualquer dia desses desbravo a Barra do Jucu e posto aqui para você!

Quando chegamos procuramos o BarrAcustico e vimos do lado de fora (na parede lateral) uma placa, mas onde é a entrada? Havia na fachada principal a placa "BarraChop", achamos meio confuso isso, meio mal sinalizado, perguntamos o segurança era ali mesmo, estávamos no lugar certo! ufa

Olhando de fora parece o depósito amarelo da Garoto, mas o interior é mesmo em estilo rústico, bem aconchegante, os ambientes ficam em níveis diferentes, tirei fotos para mostrar para vocês.


Foto: Érika Mezabarba


                                                                       Foto: Érika Mezabarba

Estão vendo lá no fundo, tipo uma varandinha? Lá é a pista de dança, muito legal ...existe lugar para dançar e isso é muito bom; já que a maioria das casas de shows enchem tudoooooo de mesas. Mas atenção mulherada: existe um ventilador/exaustor que joga uma neblina o tempo todo, nenhuma  chapinha resisteeeeee... me senti na chuva! Desse detalhe da água "que jorra" eu não gostei!!!!

A banda que toca lá nas sextas é bem animada, pena que eles dividem o show em dois momentos: internacional e nacional, na minha opinião ficaria bem melhor se fosse mixado/alternado para que ninguém enjoe dos ritmos. E é notável a preferência das pessoas pelas nacionais, dançam e cantam mais com as nacionais, o que também é meu caso!!! rs

O atendimento? É padrão, mas os meninos que ficam no barzinho são bem simpáticos ,até tirei foto deles, um abraço para Wesley e José Renato.


Foto: Érika Mezabarba


Belisquei um pastelzinho, achei bom, o preço dessa porção acho que foi R$14,90:



                                                                                              Foto: Érika Mezabarba



Quatro coisas legais que preciso ressaltar:

1º-  Lá é um bom local para comemorar aniversário! - Parabéns Gi!!!
2º - É um dos poucos lugares que dá para conversar com as pessoas sem precisar gritar, porque o som não é exageradamente alto!
3º - Da área vip você vê a praia!
4º - Sempre tem música ao vivo!




Vá e depois me conte! Espero que tenha gostado do post!

Acesso:

Av. Beira Mar, 264
Barra do Jucu - Vila Velha - ES

Contato:

(27) 3244-7117
(27) 3244-7119
http://www.barracustico.com.br/home.asp

terça-feira, 26 de abril de 2011

Parque Municipal: A Fazendinha

No extremo norte da Capital, entre a rodovia Norte-Sul e os bairros Jardim Camburi e de Fátima, fica o Parque Municipal da Fazendinha, um lugar perfeito para repousar à sombra de árvores frutíferas, como mangueiras, cajueiros, jambeiros e laranjeiras, e de exemplares de Mata Atlântica introduzidos naquele ambiente.

Inaugurado em junho de 2004, o parque possui quase 23 mil metros quadrados e serve de moradia para aves, mamíferos e peixes. A região central é ocupada por uma nascente e um grande lago. Na parte mais elevada, existe um platô, que serve de mirante natural.
A Fazendinha constitui um parque temático e um espaço rural lúdico, educativo, de lazer e contemplação, tudo de maneira integrada. É um cenário interessante para a criançada se divertir observando a natureza. Site PMV


Eu já fui:
Fui à Fazendinha em um domingo desses, no site da Prefeitura havia poucas imagens e eu estava curiosa para conhecer esse parque! 
Carro não entra lá dentro, também não existe estacionamento próprio.
Quando você chega e vê tudo fechado acha até que não dá para entrar, mas o portão para pedestre fica apenas encostado. Na minha opinião deveria ter uma plaquinha avisando que esta aberto!


 
Foto: Érika Mezabarba


 Não é muito grande lá dentro, mas pelo que eu vi as crianças "fazem a festa" lá! E dá para tirar fotos bonitas!



Deck de madeira sobre um lago rodeado de coqueiros 
Foto: Carlos Antolim
Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/secom.php?pagina=noticias&idNoticia=5027


Foto: Érika Mezabarba



Existem alguns bixinhos, eu até fotografei: coelho, cabrito, galinhas, jabuti, ganços... os presos pareciam meio tristinhos, o coelho da foto dá até dó de ver! Talvez seja porque estou acostumada a ver os bichinhos soltos lá no interior!


   Foto: Érika Mezabarba

       Foto: Érika Mezabarba



     Foto: Érika Mezabarba



     Foto: Érika Mezabarba


O Jabuti tomando seu banho:


Foto: Érika Mezabarba


Têm parquinho lá dentro:


 
Foto: Érika Mezabarba



O problema de lá é que têm muitooooo mosquito, não pode esquecer do repelente heim!   Bom passeio!!!                                     

Foto: Érika Mezabarba
                                                        

                                                                          

Acesso

As pessoas chegam ao Parque Municipal da Fazendinha passando pela rua Eugênio Pacheco de Queiroz, em Jardim Camburi, ou seguindo pela rodovia Norte-Sul.
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 7 às 18 horas.

Contato:
(27) 3237-2405 (administração)

terça-feira, 19 de abril de 2011

Gruta da onça

Com área de quase 69 mil metros quadrados, o Parque Municipal Gruta da Onça é ideal para trilhas entre nascentes e riachos, cercados de exuberante vegetação de Mata Atlântica. Na entrada, uma grande onça de concreto protege uma nascente. Escadarias e caminhos íngremes levam a um belo passeio.
O parque foi criado em 1988 e reinaugurado em 1996. Nele, as pessoas caminham ao som do canto dos pássaros, em companhia de mamíferos, como coelhos e macacos, e de répteis, a exemplo dos calangos e lagartos. O orquidário, as cinco praças e a capela ecumênica chamam a atenção dos visitantes. O parque também conta com um Centro de Educação Ambiental (CEA).
Uma parada obrigatória é o Mirante da Pedra da Raposa. Ele oferece visões inesquecíveis da baía, do penedo e do porto, revelando algumas das mais belas paisagens de Vitória. Disponível em: Site PMV

 

Eu já fui:

Bom... coloquei uma enquete no blog sobre os locais que vocês gostariam de obter informações, atendendo aos pedidos, ou melhor a pesquisa... fui até a Gruta da onça com duas amigas. Muitas pessoas me disseram da fama de perigo que o parque possui, então... minha missão era desvendar esse mistério!

Logo na entrada nota-se que o Parque não é realmente muito movimentado, perguntamos o segurança da guarita da entrada se podíamos entrar tranquilas no Parque  e ele nos assegurou que sim, que é supeeer tranquilo!!!



Foto: Érika Mezabarba

 

O Parque consiste em um morro/encosta arborizada, preservada ambientalmente. Adentramos pela trilha, ou melhor pela escada,  notei que desce uma água com um cheiro forte de esgoto! Lá dentro o caminho é bem estreito e íngrime, apesar de possuir corrimão achei as escadas bem perigosas (por serem de pedras muito irregulares) para idosos por exemplo torna-se um risco!


Foto: Érika Mezabarba

Logo no início da trilha é necessário passar por uma gruta estreita, não é totalmente escura, mas dá um medinho, a estátua da onça fica em cima dessa gruta.

 

 
   Foto: Érika Mezabarba


Há...  para quem tem curiosidade, o Programa Gente na TV fez uma matéria bem bacana sobre o Parque:

http://www.youtube.com/user/Carlosafotoplay#p/u/170/QepIl2lZFr0


A segurança? Bom... como não há muito movimento no Parque, recomendo que você vá fazer a visita  em grupo, pois existem poucos seguranças e eles não ficam espalhados pelo Parque. Nem fomos no orquidário, pois seria necessário que nos afastássemos da trilha principal (que leva até o mirante), também não achamos seguro seguir até o mirante, embora a curiosidade fosse grande não nos arriscamos. 

Capela ecumênica

A gruta da onça da acesso à um bairro da cidade alta acho que o nome é... Forte São João. Muitos moradores usam a gruta como acesso, a questão é:  você não sabe lá dentro quem é morador e esta apenas indo para casa, você não sabe quem é visitante e você não sabe se há alguém mal intencionado ali, então melhor não dar bobeira!!! Vá em grupo!!!


Quando fomos descer, na gruta estreita (onde fica a onça) encontramos o segurança do parque olhando lá para dentro e dando ordem à alguém, era um andarilho que estava ali e não queria sair da gruta e as pessoas ficavam com medo de passar com o cara ali dentro!!! Eles ficaram discutindo, nós descobrimos um caminho alternativo para não passar por ali e fomos embora com a conclusão: VOLTAR EM GRUPO!!!!!!

 Acesso:

As pessoas chegam ao Parque Municipal Gruta da Onça pela rua Barão de Monjardim, que fica próxima à Casa do Porto das Artes Plásticas, no Centro de Vitória. O agendamento é aconselhável no caso de visitas monitoradas, principalmente de escolas.
Funcionamento: diariamente, das 8 às 17 horas.

Contato:

(27) 3132-1712 (agendamento)
3132-7290 (administração).

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Internet sem fio em alguns pontos turísticos de Vitória

Agora vai ser possível ficar conectado à internet em alguns pontos turísticos da cidade:

Samira Gasparini
Rapaz sentado em mesa de praça, à beira-mar, digitando em laptop

O Vitória Digital é um conjunto de tecnologias que permitem a qualquer cidadão acessar a rede mundial de computadores utilizando recursos de uma rede sem fio, sem necessidade de um provedor comercial. O objetivo do programa é promover a inclusão digital, apoio ao turista e o desenvolvimento econômico por meio de uma rede pública de acesso à internet.

Atualmente, o sinal gratuito é oferecido em seis áreas da cidade.
A abertura em Vitória do sinal gratuito de internet vai contribuir para a utilização, criação e manutenção de vários serviços hoje disponibilizados no mundo digital, como acompanhamento de sites noticiosos, pesquisas educativas, confecção e manutenção de blogs, participação de redes sociais (twitter, orkut e facebook), acesso aos serviços municipais, bancários, compras governamentais e educação a distância.

Nesse processo de inclusão sociodigital a cidade de Vitória se destaca no cenário nacional. Com mais de 320 mil habitantes, a capital tem uma infovia municipal (Rede Metrovix) que interliga à rede da prefeitura todos os sistemas de saúde, educacional e administrativo do município, facilitando a ampliação do processo de democratização das informações por meio do acesso livre à internet.
Ainda dentro da proposta de ampliação de oportunidades de acesso da população ao mundo digital, há telecentros de informática e negócios instalados na capital, para acesso à internet e cursos de informática.


Seis áreas com sinal liberado para internet em Vitória

Vitória dispõe de seis áreas com sinal liberado para acesso à Internet, sem necessidade do uso de provedor comercial. São elas: Jardim Camburi, nas imediações da unidade de saúde; Ilha das Caieiras, ao longo da avenida Beira-Mar até o restaurante Desfiadeiras de Siri; Parque Moscoso, no Centro; Parque Pedra da Cebola, na Mata da Praia; Mercado São Sebastião, em Jucutuquara; e no Horto de Maruípe.

A liberação de sinal é a proposta do Vitória Digital, que foi implantado em caráter experimental em setembro de 2009, com a oferta de duas áreas (Jardim Camburi e Ilha das Caieiras). Um ano depois, a oferta foi ampliada para dois parques municipais, para o Mercado São Sebastião e o Horto de Maruípe.

A conexão à rede sem fio pode ser feita por computadores de mesa, notebook, telefone ou qualquer equipamento que tenha conexão wireless e navegador (internet explorer, firefox, netskip). Nos dois locais com sinal aberto, para entrar no sistema, o usuário, ao abrir o computador, buscará as redes wireless disponíveis na barra de rolamento de sua máquina e selecionará a rede de nome "Vitória Digital".
Ao abrir o navegador, o internauta será direcionado para a página contendo o Termo de Permissão de Uso que garantirá o acesso livre à internet, após o aceite do usuário.


Qualidade da Transmissão

Como o sinal está disponibilizado em vias públicas, em alguns casos, para manter a qualidade da transmissão, é necessária a instalação em residências de roteadores e antenas externas, pois paredes, árvores, janelas espelhadas e caixas d'água podem atrapalhar a emissão do sinal gratuito.

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/turismo.php?pagina=sinalliberado

Vila Velha ganha pórticos com informações turísticas nos limites da cidade

Gente.. que notícia boa, ainda mais para mim... que fico perdida em Vila Velha, se ao menos os pontos turísticos ficarem bem sinalizados já fica mais fácil !!! Gostei!!!



 
Para delimitar as principais entradas e saídas de Vila Velha, a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Semtran) está realizando a instalação de pórticos com informações turísticas em 10 pontos do município.  A iniciativa faz parte do projeto de sinalização indicativa turística da cidade que, em parceria com o Ministério do Turismo, investiu R$ 2 milhões na nova sinalização.

Os locais que receberam ou ainda receberão até o final de abril os pórticos são: Rodovia do Sol (2), Prainha (1), São Torquato (3), Rodovia Carlos Lindemberg (2) e 3ª Ponte (2).

 
A nova sinalização indicativa turística contempla ainda instalação de 185 placas, nove pórticos, 34 postes cônicos e 123 bandeiras indicativas, distribuídos nos principais pontos turísticos da cidade. Todos instalados no final do ano passado.

O projeto tem como objetivo orientar o turista que quiser visitar os importantes pontos do município, além de indicar os locais de maior visitação turística e guiar os moradores locais e das regiões vizinhas. Também serão identificados os circuitos de agroturismo e os lugares onde o cidadão pode ter acesso a serviços referenciais, como hospitais, delegacias, órgãos públicos, rodoviária, além da principais vias de acesso às regiões de Vila Velha e dos 32 quilômetros de praias existentes no município.

Para o secretário de Transporte e Trânsito de Vila Velha, Bruno Lorenzutti, a nova sinalização servirá como orientação tanto para turistas quanto para moradores. “Este tipo de sinalização é importante porque orienta quem é de fora da cidade e mostra alternativas turísticas para quem já mora no nosso município”, afirmou Lorenzutti explicou, ainda, que os investimentos em novas sinalizações de trânsito são superiores a R$ 3,6 milhões. “Somente em dois anos foram investidos R$ 5,6 milhões na sinalização das vias. Além da turística, foram realizadas ainda pintura de faixas de pedestre e rolamento, colocação de semáforos, construção de canteiros, além da colocação de placas”, disse.

Confira alguns pontos contemplados com a sinalização indicativa turística:
- Entradas e saídas da cidade;
- Sítio histórico da Prainha (Convento, Igreja do Rosário, Gruta, Parque, Casa da Memória, Forte, Museu);
- Posto de Informações Turísticas (PIT);
- Praça Duque de Caxias, Teatro Municipal e Biblioteca;
- Farol de Santa Luzia;
- Morro do Moreno;
- Ponta da Fruta (Praia e Igreja);
- Museu Ferroviário;
- Ponte Florentino Avidos;
- Parque da Manteigueira;
- Pólo de Moda da Glória;
- Chocolates Garoto;
- Shopping Praia da Costa;
- Prefeitura;
- Rodoviária;
- Polícia Federal;
- Academia de Letras;
- Casa da Memória;
- Igreja do Rosário;
- Museu Homero Massena;
- Santuário;
- Aeroclube;
- Igreja Nossa Senhora dos Navegantes;
- Igreja Nossa Senhora da Glória;
- Ponte da Madalena;
- Casa da Cultura;
- Morro da Concha;
- Reserva da Jacarenema;
- Praias (Barra do Jucu, Ponta da Fruta, Itaparica, Itapoã, Costa e Ribeiro);
- Circuitos do agroturismo (Retiro do Congo, Xuri, Córrego Sete, Jaguarassú e Morada do Sol);
- Logradouros (Centro, Cobilândia, Paul, Ibes, Coqueiral, 2ª Ponte, 3ª Ponte, Cinco Pontes).