terça-feira, 13 de março de 2012

Centro Cultural Sesc Glória ainda não tem data para abertura

Segundo assessoria atraso se deve a reforço na obra e licitações de compras

ERIK OAKES - GAZETA ONLINE

foto: Edson Chagas
Obras - Fachada do Centro Cultural Sesc Glória (antigo Teatro Glória) na Praça Costa Pereira, Centro.
Fachada do Centro Cultural Sesc Glória (antigo Teatro Glória) na Praça Costa Pereira

Está difícil ver o Centro Cultural Sesc Glória aberto. O espaço adquirido há seis anos pela Administração Regional do Sesc, que teria abertura prevista para este ano, ainda não tem data definida para inauguração da reforma e restauração.

A demora se deve ao atraso nas obras e abertura de algumas licitações. Segundo a assessoria de imprensa, "o atraso se deve à necessidade de reforçar toda a parte estrutural do prédio. Além disso, outras fases do projeto, como acréscimos estruturais, poltronas, equipamentos e mobiliários diversos ainda não foram licitados, o que deve acontecer proximamente".
O Sesc avalia ainda o resgate e implementação de tecnologia que o Centro Cultural irá ganhar, o que não é feito tão rapidamente. "Além de resgatar a imponente obra arquitetônica, que é o Edifício Glória e seu teatro, que está sendo mantido em todas suas características arquitetônicas originais, tudo que de mais moderno em tecnologia será ali instalado", informa o comunicado da assessoria.

No local, serão oferecidas oficinas de arte gratuitamente, além de haver vários programas nacionais de cultura envolvendo literatura, música e artes cênicas. O Centro Cultural Sesc Glória terá duas dois teatros, o maior com capacidade para 680 lugares e o outro com capacidade para 84 lugares que será multiconfiguracional, ou seja, ele muda de acordo com o espetáculo.

O espaço também contará com duas salas de cinema, cada uma com 90 lugares e um museu da colonização do Espírito Santo. Biblioteca com cerca de 10 mil títulos, salas de aula, salas de edição e vídeo, café-bar com mezanino, salão de eventos, salão de dança de 105 metros quadrados, salas acústicas, laboratórios de informática e de multilinguagem complementam o que está sendo feito.

No último pavimento consta no projeto um bar panorâmico com jardim no terraço, que também funcionará como um mirante. "Não há no país um projeto cultural integrado como será o Sesc Glória, com vocação para ensinar teatro, música, dança. Haverá apresentações nacionais, mas a prioridade e a oportunidade são para os artistas capixabas. Vamos dar suporte para que cada vez mais artistas locais tenham destaque", finaliza o diretor regional do Sesc-ES Gutman Uchôa de Mendonça.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo contato!